[LIVRO] O Ano Em Que Te Conheci, Cecelia Ahern

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trago para vocês mais um livro de uma das minhas autoras favoritas, Cecelia Ahern. Confesso que esperava um pouco mais da história, não foi tão emocionante quanto outras obras que li dela, porém, foi uma leitura satisfatória que com certeza gostaria que conhecessem. Então venham conferir a resenha e entender um pouco dos pontos negativos e positivos desta obra.


O livro se inicia nos apresentando a protagonista Jasmine, com um flashback da sua infância, quando ela descobre que um dia irá morrer. Jasmine trabalha com a criação, ela funda empresas, desenvolve as mesma e vende e se joga em um novo desafio. Ela não tem uma boa relação com o pai, e super protege e ama sua irmã mais velha Heather, que possui síndrome de Down, porém é super independente, mas Jasmine não consegue ver isso.

A vida cotidiana de Jasmine desaba quando ela é demitida de seu emprego por seu sócio, e ainda é obrigada a tirar uma licença remunerada de um ano, ou seja, um ano sem trabalho, apenas ficando em casa.
   

Jasmine agora entediada por essa licença que parece não ter fim, começa a observar seus vizinhos, seus jardins, e no porque sua casa é a única que não tem um jardim descente. Ela decide então criar seu próprio jardim, para assim ter alguma atividade.

Ao observar os vizinhos, ela começa a concentrar sua atenção em Matt. Um radialista alcoólatra, que de acordo com sua observação, tem problemas com a esposa e filhos. Ela começa a se irritar com ele, com a mesma música alta que ele sempre coloca em sua caminhonete quando chega em casa. Jasmine também tem uma mágoa do passado relacionada a Matt.

De tanto observar Matt, Jasmine e ele acabam se aproximando. Jasmine começa a entender um pouco da vida de Matt, e entender alguma de suas atitudes, e Matt, de uma forma meio torta começa a ajudar Jasmine a superar sua licença obrigatória. Mas será que apenas isso será suficiente para que a amizade recém criada entre os dois permaneça? Você terá que ler para conferir.
Isso me faz pensar sobre qualquer pessoa que está tentando crescer onde alguma coisa, mesmo uma parte delas mesmas, morreu. Todos nós acabamos sofrendo dessa doença. É melhor se mudar, arrancar as raízes e começar de novo; só então poderemos florescer.
Assim como todos os livros da Cecelia, este livro também traz uma bela lição sobre a vida, principalmente sobre a superação. Mesmo eu gostando da mensagem, este livro não se tornou um dos meus favoritos, e a leitura foi bem arrastada, não é aquele livro que você não quer largar até terminar, é um livro de leitura lenta, e um pouco maçante em algumas partes. 

Os personagens são bons, com destaque para a personagem secundária Heather, a irmã da Jasmine, gente ela é um amor, um exemplo de superação. 
   

Deixando bem claro que este livro não é de romance, como é típico da escrita da autora, este livro é sobre amizade, ajuda ao próximo e principalmente superação.

A capa é maravilhosa gente, confesso que ela foi um dos motivos por comprar o livro quem nunca? . A diagramação é simples, com folhas amareladas e uma fonte de tamanho confortável para leitura. O livro é divido nas quatro estações do ano, dando um ano da licença de Jasmine. 

Enfim, O Ano Em Que Te Conheci, não se tornou uma das minhas leituras favoritas, porém, as mensagens presentes no livro são perfeitas, então com certeza é um livro que recomendo. Mesmo possuindo uma leitura mais arrastada vale a pena dar um chance.
    

O Ano Em Que Te Conheci
Cecelia Ahern
ISBN-13: 9788581638324
ISBN-10: 8581638325
Ano: 2016
Páginas: 336
Editora: Novo Conceito
   

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

Um comentário:

  1. Esse é o livro que menos gostei dela; confesso que achei bem chato e para completar, o casal que eu torcia não ficou junto.
    Gostei da resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.