25 de jun de 2014

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom, de Sophie Kinsella

Hoje é quarta-feira. Meio da semana. Dia da preguiça e de começar a se preparar para o fim de semana. E por isso trago para vocês mais uma resenha, a resenha dessa semana (como vocês já viram to título) é sobre consumo, gastar dinheiro, comprar coisas sem necessidade, se endividar.. ops! Dívidas não! Essa parte é chata!
O legal é comprar e comprar, não é legal pagar e pagar. Ninguém gosta de pagar conta, não é mesmo? Adoraria comprar coisas que eu tenho na minha lista de desejos sem medo e sem preocupação. Mas não é tão simples assim, um dia sua fatura do cartão de crédito chega e te pega de surpresa. e foi isso que aconteceu com a nossa protagonista de hoje. 

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
Título original: Confessions of a Shopaholic
Autora: Sophie Kinsella
Editora: Galera Record
Páginas: 434
Skoob: Adicione
Sinopse: "Rebecca sou eu. São minhas irmãs. São todas as minhas amigas que já saíram para comprar um chocolate e voltaram para casa com um par de botas. Rebecca é todas as mulheres (e homens) que já se viram parados diante de uma vitrine e souberam, com certeza absoluta, que precisavam comprar aquele casaco e... ai, meu Deus, calças que combinassem com ele!" 
Rebecca Bloom é uma garota londrina com um péssimo hábito. É uma consumidora compulsiva. Apesar de ser uma jornalista especializada em mercado financeiro, não consegue controlar as próprias finanças. Endividada até a alma, vive fugindo do seu gerente de banco e procurando fórmulas mirabolantes para pagar a fatura do cartão de crédito. E ainda encontra tempo para se apaixonar. Um romance muito divertido que faz um retrato de quase todas as mulheres que conhecemos. 

Genteeee, eu ri muito com esse livro. A Rebeca é louca, completamento desmiolada! Ela é uma jornalista financeira e dá dicas de como as pessoas devem administrar seu dinheiro e a melhor forma de fazer isso. Porém, ela não pode ver uma loja com a placa de liquidação que ela vira outra pessoa. Compra tudo o que quer sem se preocupar (muito) com o preço, apenas fala para passar no seu cartão VISA. Ela compra e compra e compra e compra.
Aquele momento em que seus dedos se enroscam nas alças de uma sacola brilhante sem nenhum vinco - e todas as coisas novas e lindas dentro dela passam a ser suas. Como é? É como passar fome durante dias, depois de encher a boca de torrada com manteiga quentinha. É como acordar e perceber que é fim de semana. 

Aí a conta do cartão chega e WOW! tá alta, a fatura tá cara! Ela imaginou realmente que seria baixa, pois não comprou muita coisa e então ela começa a relembrar suas compras, uma por uma e em um momento de desespero até imagina que seu cartão foi clonado, mas não. Foi ela quem gastou 6000 libras no cartão de crédito! Ela não ganha muito bem e todo o dinheiro que ganha ela faz compras. 
Como vou achar 6.000 libras? Eu poderia economizar seis libras por semana durante mil semanas. Ou 12 libras por semana durante quinhentas semanas. Ou... ou 60 libras durante cem semanas. Seria mais isto. Mas onde vou encontrar 60 libras por semana para economizar?
As cartas de cobrança do banco começam a chegar, uma atrás da outra e para evitar ver essas cartas ela esconde dentro de uma gaveta e é como se os problemas sumissem. Ela não está vendo as cartas, então elas não existem. Entendem? hahaha
Ela inventa mil desculpas e caraminholas para se livrar dos telefonemas do gerente do banco, sempre tem alguma doença ou está viajando ou ela manda o cheque com valor errado. É sempre uma desculpa nova para ganhar tempo e pensar nas desculpas esfarrapadas. "Meu pé quebrou! Você não recebeu meu cheque? Meu cachorro morreu!"

Mas não pense que Rebeca é fútil só porque gosta de comprar, ela é sensível, carinhosa e extremamente otimista. Com essas qualidades, ela vai fazer de tudo para resolver seu problema. Primeiro, tenta reduzir seus gastos a zero, o que obviamente, não funciona. Diante disso, ela resolve que precisa ganhar mais dinheiro, mesmo sabendo que seu emprego está ameaçado. E ela tenta arduamente, até compra um bilhete de loteria, pois vai que ganhar não é mesmo? 
Além da sua difícil vida financeira, Rebeca tem que lidar com Luke Brandon, o sexy expert financeiro, com Derek Smeath, o gerente perseguidor do seu banco. Não é fácil!
Só alguma coisinha para me alegrar. Uma camiseta ou algo assim. Ou até mesmo sais de banho. Eu preciso comprar alguma coisa para mim. Não vou gastar muito. Só vou entrar e...Já estou empurrando a porta de entrada. Ah, Deus, o alívio. O calor, a luz. É a este lugar que eu pertenço. Este é meu hábitat natural.

Esse livro é muito engraçado, em muito momento me vi nela. Promoções loucas do Submarino, aí vou eu! Bem assim que me sinto. Duvido que você que leu o livro ou assistiu o filme não se identificou com a Rebeca Bloom, D-U-V-I-D-O!

Usei ilustrações do filme, mas tenho que dizer: o filme não tem muita coisa a ver com o livro não. Poucas coisas são parecidas, mas a sensação de gastar até não poder mais e das risadas ao ver Rebeca tentando se livrar do Derek Smeath (gerente do banco) é a mesma. Não tem como não gostar desse livro. Vale muito pelas risadas.

Onde me encontrar
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Tumblr ♦ Skoob ♦ Google+

2 comentários:

  1. Já ri horrores só com essa resenha hahaha
    Esse livro tá na minha listinha de desejos há um tempo, mas nunca dei prioridade a ele, mas agora fiquei com muuuita vontade de ler. Os livros da Sophie Kinsella são bons demais, não tem como não se divertir muito com eles.

    Beijos
    Colecionando Primaveras
    Fan page

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! O livro é bem legal, vale a pena ler!

      Excluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.