12 de jun de 2015

Descobrindo séries: Orphan Black

Oi gente! Hoje é dia de "Descobrindo séries" e eu trouxe uma que comecei a acompanhar pelo Netflix e simplesmente me apaixonei. Verdade seja dita: só me aventurei a dar uma olhada porque um dia, em um comentário lá do blog, uma leitora ao me ver falando bem da Nina Dobrev e suas personagens em The Vampire Diaries, me questionou se eu não conhecia "Orphan Black" e os incríveis mais de 10 clones que Tatiana Maslany interpretava. Nem preciso dizer que, fiquei no mínimo curiosa né? quando tive a oportunidade devorei a primeira e segunda temporada e estou acompanhando a terceira, que está demais.

Depois de presenciar o suicídio de uma mulher (que é exatamente como ela) em uma estação de trem, Sarah Manning (Tatiana Maslany) faz o que qualquer um faria: assume a identidade da suicida para tentar resolver os próprios problemas financeiros. Mas logo ela descobre que está no centro de um mistério que vai mudar sua vida, quando se vê cara a cara com mais três mulheres idênticas a ela. Todas são clones, e precisam salvar as próprias peles enquanto tentam descobrir quem são os responsáveis pelos experimentos genéticos.   

A primeira temporada gira ao redor da descoberta de Sarah acerca das clones. Depois de assistir a detetive Beth Childs se matar, ela toma o lugar da falecida, se aproveitando da semelhança, para tentar conseguir fugir com a filha Kira e o irmão adotivo: Felix por conta de um dinheiro que a mesma tinha no banco. Começa a se envolver com Paul, o namorado de Beth e conviver com Art, o parceiro. Só que ela não contava que estaria entrando num caminho sem volta: ela conhece Cosima, a clone cientista e nerd, Allison, a mãe de subúrbio e rapidamente uma alemã, que é morta na sua frente. Isso porque alguém está matando as clones e descobrimos depois ser Helena, a clone que parece a Shakira e foi criada em um clube de freiras.

Ela fica em dúvida entre fugir ou ajudar as novas "irmãs"  a temporada inteira, mas o cerco se fecha, principalmente na polícia, onde ela mantinha o fingimento. Ao final dessa primeira temporada, descobrimos que as clones são patenteadas, e que se Sara assinasse um acordo com o Instituto Dyad, seus criadores, eles também teriam posse de sua filha, Kira. A menina aliás, vive em perigo, por ser a única filha de uma clone. Todas as outras são inférteis. Também conhecemos Rachel, a clone que sabe de tudo, pois foi criada pelo  cientista 


Rachel é a grande vilã da segunda temporada, perseguindo Sarah e Kira. Nessa fase conhecemos o pai da menina e um pouco mais da história das clones que surgiram do Projeto Leda, o que explica toda a mitologia contida na série. Também identificamos os Proletheans, um grupo religioso que é contra a criação dos clones (Helena foi criada por um e por isso matava na primeira temporada). Mas, aparentemente descobrir que algumas delas podem ter filhos (vulgo Sarah e Helena que foram geradas no mesmo útero) parece que muda a opinião do líder e ele se acha "Deus" para inseminar a clone que pode ter filhos. Ao final da segunda temporada, somos apresentados as clones masculinos (Mark, Styles, Seth, Rudy e Parsons) que fazem parte do Projeto Castor, também de mitologia. 

A terceira está focando em nos esclarecer as muitas perguntas que ficam desde o início da série e desenvolver os novos "irmãos", porque em determinado momento Cosima descobre que os genomas originais eram irmãos gêmeos. Rachel sai mais de cena na terceira, mas nos últimos episódios é revelado que talvez ela seja a chave para desvendar o código genético do genoma original, e poder curar a todos. Sim, porque as clones desenvolvem uma doença no útero (exceto as irmãs) e os homens um problema neurológico. Cosima é a que fica doente entre elas e Seth, entre eles.
                                 

Sei que é muita informação para processar mas garanto que a série é boa mesmo, que a Tatiana é impecável com as clones regulares e com as que aparecem de vez em quando (até um trans já apareceu) e que temos suspense, pegação, biologia, comédia e drama na medida certa. Cada uma tem seu plot bem desenvolvido e um monitor. Sim, esqueci esse pequeno detalhe: Allison fica arrasada ao perceber que casou com alguém que a vigiava para o Instituto, Cosima que é homossexual, sofre por Delphine ser sua monitora e trabalhar na Dayd e por aí vai...


Alguns personagens recorrentes também são o Vic, ex da Sarah e A Mrs. S, que cuidou dela e de Felix e descobrimos mais tarde saber muito mais do que aparentava. Felix, aliás, funciona com todo mundo da série e nos arranca muitas gargalhadas. O único pecado que a série comete é não dar uma história digna para ele, sem ser o ajudante do #CloneClub.

                 
E aí, já conheciam a série? Se não, cada temporada tem só 10 episódios, CORRE!

PS: Onde  Felix arruma dinheiro para trocar os celulares do #CloneClub a cada temporada eu não sei.
PS2: Essa cena acima, é a única das quatro protagonistas juntas e temos uma dancinha épica. Deve ter dado trabalho.
PS3: Ainda não achei que o Ari Millen, que interpreta os boys é tão talentoso quanto a Tatiana, mas vamos aguardar.
PS4: Aqui tem a lista de todos clones, vale a pena conferir.

Besos e até semana que vem!


Acompanhe o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Filmow

22 comentários:

  1. nunca ouvi falar dessa serie, acabei de dar uma olhada e vi que vou ao ar ano passado, achei interessante e bem criativa, imagine só o trabalho que deve ter dado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em todos os episódios Tatiana interpreta ao menos duas, põe trabalho nisso! Hahahaha

      Excluir
  2. Oi, Juliana.
    Já ouvi falar MUITO dessa série, mas ainda não assisti. Teve uma época que eu até pensei que não iria gostar, mas verdade seja dita... Como não gostar de algo da Netflix? Eu estou acompanhando mais de 40 série de TV atualmente (fora os filmes que eu assisto), então está bem difícil de encaixar séries novas, ainda mais que eu comecei umas 6 essa semana. Da Netflix, estou assistindo House of Cards e Sense8. Recomendo ambas. São ótimas. Demolidor também foi estupidamente incrível. Assisti tudo em dois dias, logo que foi liberada, e eu estava em semana de provas na faculdade, kkkk.
    Enfim... Ótima resenha e adorei os GIFs.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Demolidor a Rô começou a assistir!
      Pois é, Netflix tem dessas coisas :/

      Excluir
  3. Oi, já tinha ouvido falar da série. Parece ser bem legal, provavelmente vou assistir quando der. Bjus.

    ResponderExcluir
  4. Não tinha ouvido falar da série, mais fiquei muito interessada em vê-la.
    Ter vários clones de formas diferentes, deixa um ponte de curiosidade na gente, sobre tais detalhações. A série deve ser incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito boa. Acabamos aprendendo um pouco de genética e biologia rs

      Excluir
  5. Boa noite!
    Nossa como eu tenho encontrado séries e filmes com o tema de clonagem humana.
    O que eu achei interessante dessa série é justamente poder ver a atuação da mesma atriz em vários personagens, então ou você vai amar ou odiar! Rsrsrs
    Gostei bastante da dica, pena que na Netflix só esteja a Primeira temporada :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Tem tempo que não vejo nada parecido.
      Não tem no Netflix as outras mas é fácil de achar.

      Excluir
  6. Assistir a primeira temporada e fiquei simplesmente apaixonada,muito massa cada episodio você descobri alguma coisa nova.Adorei.

    Bjus
    https://pormarinasantana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, os ganchos são bons e ficamos naquela expectativa hahhah

      Excluir
  7. Ja ouvi falar muito dessa serie, infelizmente ainda nao assistir.. Adoro isso meio ficcao, meio suspense.
    Vou assitir o mais rapido possivel...

    ResponderExcluir
  8. É a primeira vez que ouço falar dessa série, pois nunca tinha ouvido alguém falar sobre ela. Apesar de ter conhecido agora, eu já me interessei bastante, pois aparenta ser uma série que você assiste, assiste, assiste e não cansa. Agora que tenho uma conta no Netflix (emprestado hahaha) vou assistir essa série, uma pena meu notebook está com problema </3

    ResponderExcluir
  9. Mega, super recomendo Orphan Black! Que atriz é essa Tatiana! Meo deos! Arrasa mtoooo!
    Pra mim cada clone é super diferente, não parece a mesma atriz.
    As minhas preferidas sao: Helena, Allison e Cosima. A Helena não gostava, mas depois dela tento primeiro beijo no bar... Amei de tao fofo!
    Allison é a dona de casa mto doida, hahaha... Ela torturando o marido morri de rir demais. E Cosima é toda fofa, morro de dó dela tlestar) estar morrendo!
    Ameiiii seu post!

    ResponderExcluir
  10. Sou aquela que não vive pq os seriados não deixam, aí quando chega a season finale eu agradeço e me prometo não começar nenhum seriado novo nesse intervalo, mas não consigo. Já to montando minha listinha de novos seriados e OB tá nela hahahahahaha /o\

    ResponderExcluir
  11. Oi Ju!
    A serie é ótima, né? Mas confesso que nenhuma temporada teve para mim a graça que a primeira teve.
    Impossível não dar gargalhadas com o Felix. Ele é ótimo!
    Concordo com você: o "boy clone" não chega aos pés da Tatiana ;)
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Juliana
    Sarah Manning é quase o nome da autora de Os adoráveis hahaha (achei que fosse o mesmo, mas dei uma "googlada")
    Enfim, a série parece muito foda!
    Não sou de acompanhar séries, mas vou tentar assistir pelo menos um capítulo dessa (na verdade tenho é medo de me apegar hahaha)

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
  13. Incrível isso de interpretar clones, é trabalho demais para uma pessoa só inclusive!!
    Eu já tinha visto pessoas falando mas nunca tinha realmente entendido o enredo da série, agora que parei para ler, gostei bastante, vou procurar no netflix!!
    Abraços
    Gabriela Vidal
    www.estantedepapel.com
    Participe dos nossos sorteios!

    ResponderExcluir
  14. Já ouvi falar muito da série, mas nunca dei uma chance. O motivo mesmo é que eu tenho muita coisa pra assistir, nessas horas ser viciada em animes, doramas e séries é triste pois um atrapalha o outro ç.ç Queria eu ter um clone nessas horas, se bem que vendo as enrascadas que isso gera... Talvez seja melhor repensar sobre isso xD

    ResponderExcluir
  15. Aaaaah, clone club, melhores pessoas <3333 Essa série é uma das minhas queridinhas por motivos de: nessa atuação da Tatiana Maslany ninguém bota defeito, que mulé talentosa. Cena da dança melhor cena! Melhor clone: Helena ;__________; Felix tb é muito bacana. Enfim, amo forte td mundo dessa série, shuahsua
    sete-viidas.blospot.com

    ResponderExcluir
  16. Esse eu também to querendo assistir, mas como sempre, estou deixando pra outro dia kkkkk
    mas já tá anotado aqui!
    bjs

    ResponderExcluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.