24 de ago de 2015

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick

Olá pessoal, tudo bem?

A resenha de hoje foi bem difícil de escrever, mas eu não poderia deixar de apresentar essa fascinante história a vocês.

Título Original: The Silver Linings Playbook
Título: O Lado Bom da Vida
Autor(a): Matthew Quick
ISNB: 9788580572773
Ano: 2012
Páginas: 256
Editora: Intrínseca
Nota: 5/5
Adicione: Skoob
Compre: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino
Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele "lugar ruim", Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com o pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança. 

Pat Peoples acaba de sair de uma clínica psiquiátrica graças a ajuda de sua mãe. Ele não se recorda do motivo que o fez ser internado e nem de quanto tempo esteve no "lugar ruim", que é o modo como ele se refere a clínica. A única coisa que ele tem em mente é que ele e sua esposa Nikki estão passando por um "tempo separados".
"Não quero ficar no lugar ruim, em que ninguém acredita no lado bom das coisas, no amor ou em finais felizes."
Pat faz de tudo para se tornar o homem que Nikki sempre quis que ele fosse, para que assim que o "tempo separados" acabar Nikki fique feliz em ver que ele mudou. Pat lê os livros da lista que Nikki dá aos seus alunos para poder ter assunto com ela, ser um homem mais culto. Ele também tem uma rotina dura de exercícios, tanto que isso torna-se um vício para ele.

Mesmo fora da clínica, Pat ainda tem alguns surtos principalmente quando ouve Kenny G e por isso continua fazendo terapia. Ele se consulta com o psiquiatra Cliff, que com o tempo se torna seu amigo. Pat ainda tem que lidar com seu pai, uma pessoa de temperamento muito difícil, viciado em jogos de futebol americano e cheio de manias. O relacionamento entre eles melhora ou piora conforme o desempenho dos Eagles, o time pelo qual o pai de Pat torce. Já o relacionamento com sua mãe é bem tranquilo, Jeanie Peoples cuida do filho com muito amor, ela é a pessoa que mais acredita na recuperação de Pat.

Mesmo não entendendo o porque de tudo que está acontecendo na sua vida, Pat não desanima, não reclama, pois ele acredita no lado bom da vida, ele nunca vê o lado ruim das coisas, essa é sua filosofia de vida. Sua única preocupação é voltar para Nikki, fazer com que o "tempo separados" acabe logo.
"Se as nuvens estão bloqueando o sol, sempre tento ver aquela luz por trás delas, o lado bom das coisas, e lembro de continuar tentando."
E então aparece Tiffany, uma jovem viúva, que também mora com os pais e faz terapia. Ela é muito divertida, sarcástica e manipuladora, mas no fundo ela é uma boa pessoa que só quer ser compreendida. Eles são apresentados durante um jantar na casa de um amigo de Pat. No início Pat só quer distância de Tiffany, ele literalmente foge dela. Mas com o passar do tempo ele percebe que Tiffany é a única que realmente entende o que ele sente, entende o que ele está passando.
"Você tem que fazer tudo o que puder, dar o seu melhor, se fizer isso e se for positivo, tem uma chance de ser feliz."
E assim de uma forma meio maluca, eles vão  ajudar um ao outro a se recuperar. Tiffany ajuda Pat a entender a sua vida, o que houve com ele para que ele fosse mandado para o "lugar ruim" e Pat ajudará Tiffany a ver o lado bom da coisas. 
"O mundo encontrará várias e várias maneiras de te machucar, mas você vai encontrar uma pessoa que te traga tanta felicidade e que te ame tanto que as feridas do mundo não vão mais te atingir, porque ela te protege, ela te ama, e acima de tudo você ama ela."
O livro é narrado por Pat, é como se fosse o diário dele. A trama é bem simples, nada de extraordinário, mas é aí que está, é algo real, palpável, algo que qualquer pessoa pode vir a passar um dia, mostra a luta de duas pessoas contra a depressão, uma luta contra o lado ruim da coisas. 


Matthew Quick nos apresenta um personagem que poderia ser até considerado o "vilão" da história, mas ao conhecer sua vida, sua ingenuidade e o modo dele de ver a vida é impossível não se apaixonar por ele.

Tenho certeza que depois de ler este livro você verá o lado positivo da vida, pois não tem como ficar indiferente a positividade que Pat nos passa. Enfim é uma leitura cativante que vai te conquistar.


Acompanhe o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Google+

Nenhum comentário:

Deixe um comentário ;)

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.