1 de set de 2015

5 filmes | Com irmãos

Não sei se vocês sabem, mas no próximo Sábado (05/09) é Dia do Irmão. A data bomba no Facebook, cheio de homenagens entre parentes que vivem divididos entre se amarem e se matarem. Uma relação tão violenta linda como as dos irmãos tinha que ir para o Cinema também, né, gente? Por isso, montei uma lista com alguns dos filmes mais emocionantes com irmãos/irmãs. Preparem a pipoca, os lenços, a TV e o seu irmão e vamos lá!


1. Lilo e Stitch

Se você foi uma criança no início do milênio, com certeza já ouviu falar desse filme. Lilo e Stitch conta a história de um experimento alienígena programado para destruição que acaba escapando para a Terra. Lilo, uma garotinha que perdeu seus pais recentemente e é criada pela irmã, Nani, acaba adotando Stitch achando que ele é um cachorro. Uma das lições mais conhecidas (e emocionantes!) da Disney vem dessa lindeza de filme: Ohana quer dizer família e família significa nunca abandonar ou esquecer. A relação da Lilo e da Nani, é como qualquer uma entre irmãos. Mas elas só tem uma a outra e tem que aprender uma vida completamente nova. É, sinceramente, muito emocionante.

2. Frozen - Uma Aventura Congelante
A não ser que você tenha se refugiado no fundo de um laguinhos nos últimos anos, com certeza já ouviu falar de Frozen. Let It Go pra cá e pra lá, a animação da Disney de 2013 conquistou as crianças do mundo inteiro. É muita menina (e menino!) querendo ser a Elsa! Mas o longa vai muito além da musiquinha (ou musicona, porque, né, que música!): Elsa e Anna são duas irmãs muito amigas que acabam se separando depois de um acidente causado pelos poderes de gelo da Elsa. Apesar de morarem na mesma casa, elas se distanciam e crescem separadas. Até que os seus pais morrem e Elsa tem seus poderes revelados no dia de sua coroação e foge, com medo. Anna, que acredita até o fim na irmã, vai atrás dela para trazê-la de volta. O filme tem muitas lições fofas, além de ser um filme histórico na Disney. Se você chorar tanto quanto eu, só digo uma coisa: boa sorte.



3. O Túmulo dos Vagalumes

Se você leu o meu sobre, sabe que eu sou uma das pessoas que mais chora nesse mundo. E quando ouvi falar desse filme, já sabia que ia chorar, mas nunca pensei que seria tanto. Na verdade, eu fiquei muito mal quando o vi, porque estava sozinha e ele é muito triste. O longa do Studio Ghibi narra a história de Seito e Setsuko, um casal de irmãos japoneses que, durante a Segunda Guerra Mundial, veem seu pai ser convocado pela Marinha e sua mãe morrer em um bombardeio e precisam lutar pela sobrevivência. É uma animação? É. Mas não é um filme infantil ou para toda a família. É um anti-guerra extremamente emocional e que mexe com o psicológico de qualquer um. Sinceramente, não repita o meu erro de assistir a esse filme sem companhia. Um abraço pode ser muito necessário no fim dele. Piora quando a gente descobre que é semi auto-biográfico.


4. Quem Quer Ser Um Milionário?

Em 2008, Quem quer ser um milionário? ganhou destaque ao levar 8 Oscars para casa. O filme britânico é uma adaptação do livro indiano Q & A. A história gira em torno de Jamal, um jovem de uma favela de Mumbai que participa (e quebra todas as expectativas) da versão indiana do Quem quer ser um milionário? Show do milhão no Brasil. Ele e seu irmão Salim tiveram sua mãe brutalmente assassinada no motim anti-muçulmano de 1992 e, por isso, crescem nas ruas, lutando para sobreviver. Além deles, há também Latika, uma garota que também perde a família e se torna o amor perdido de Jamal. Diferente dos filmes anteriores, esse não tem uma relação tão bonita: Salim trai o irmão diversas vezes a medida que começa a crescer. Porém, não há como negar que algumas de suas ações no final, sem spoiler, tentam recuperar o mal que ele causou ao irmão. 


5. Se eu ficar

Essa deve ser uma surpresa para a maioria das pessoas e com razão: se você já viu Se eu ficar, sabe que a história está mais centrada no romance de Mia, Adam e a Música. Se você não sabe sobre o que é, aí vai: Mia é uma adolescente como qualquer outra. Tem um namorado, o Adam, uma família louca e roqueira e uma paixão pela música clássica e, principalmente, pelo violoncelo. Sua vida estava cheia das complicações adolescentes normais, como a Faculdade e a probabilidade iminente de se separar de Adam, até que um acidente de carro muda a vida dela. Seus pais, ela e seu irmão acabam hospitalizados e ela tem que decidir se vai continuar com sua vida ou seguir em frente. O foco da história não está na relação de Mia com Teddy, seu irmão, mas sem dúvidas, o momento mais emocionante do filme vem dessa relação. 


A verdade é que é difícil citar só 5 filmes, do mesmo modo como é difícil citar só filmes quando há tantas séries e livros que também tem relações muito emocionantes entre irmãos. Então, tive que pegar só algumas, né...

Supernatural (Sam e Dean e uma relação linda, divertida e emocionante), 
Sherlock (Sherlock e Mycroft tem a relação mais doida de todas, gente, como eu rio com eles dois!), 
The Vampire Diaries (Jeremy e Elena, Damon e Stefan, os Originais...), 
Grey's Anatomy (Lexie e Meredith, como eu gostava dessas duas...), 
Game of Thrones (Robb e Jon, Jon e Arya, Jon e Bran, Cersei e Jamie, Jamie e Tyrion, ... ...), 
Friends (Ross e Monica, gente, eles eram tão maravilhosos), 
isso para citar algumas poucas... 
pensando bem, talvez eu faça uma publicação sobre irmãos em séries... 

Acompanhe o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Google+

Um comentário:

  1. Lilo Stitch é fofo demais, adorava assistir quando era pequena, preciso assistir mais uma vez pra me lembrar ^^
    Frozen é lindo, adoro aquele final <3

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.