3 de fev de 2016

A Lista, Cecelia Ahern.

Hey! Mais uma resenha literária. Hoje é dia de "A lista" e a queridinha Cecelia Ahern. Nunca havia lido nada da autora, o que foi uma surpresa agradável.


 Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente. Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.

Já começo dizendo que a narração em primeira pessoa nos aproxima da personagem principal. Conhecemos seus dramas pessoais: a grande amiga está morrendo, um processo por difamação está rolando porque ela acreditou em duas meninas falsas, o namorado a larga e ainda briga com o melhor amigo Steve. Ao contrário do que parece, Kitty não é a mocinha vítima da história. Ela faz péssimas escolhas e fere muita gente. Mas, ao longo da narrativa vemos seu amadurecimento pessoal e profissional e percebemos que a mocinha poderia ser qualquer pessoa da vida real.
"Faria 85 anos na semana seguinte; é claro que ela tinha inúmeras histórias, e é claro que tinha segredos, todo mundo tem. A questão era tentar decidir qual deles Kitty poderia escutar e, depois de todo esse tempo, qual Birdie desejava contar.” (Pág.82)
"E aí uma coisa boa aconteceu naquele dia, a primeira do dia, a única, mas, às vezes, tudo de que precisamos é de uma única coisa boa." (Pág. 168)
Tudo começa quando Constance, em uma conversa com a amiga no hospital, afirma que um matéria que ela não concluiu envolve uma lista com 100 nomes. Antes que a editora possa contar do que se trata ela acaba falecendo. Agora cabe a Kitty levar a ideia aos editores da revista e correr atrás de 100 pessoas para descobrir o que elas têm em comum. A jornada não é fácil e mesmo quando ela encontra uma lista telefônica com os nomes marcados no apartamento de Constance, percebe que as pessoas não tem noção do que se trata a matéria, a amiga não chegou a contatar ninguém. Como o tempo é curto, Kitty não chega a falar com todas as pessoas e sim com algumas delas.



'' - Eu esperava que o mundo acabasse com a morte dela. [...] Mas ele não acabou. Tudo seguiu adiante, como estava, e continua seguindo. Às vezes, saio para caminhar e me dou conta de que parei no tempo, e que tudo ao meu redor continua mudando e evoluindo. E aí me pergunto: Eles não sabem? Não sabem da coisa horrível que aconteceu?'' (Bob- Pág. 256)
"Kitty relaxou na poltrona e tomou mais um gole de vinho. Bob ficou observando-a enquanto a mente repassava a história que ele acabara de lhe contar, e depois as novas historias para as quais Constance a conduzira. E foi então que ela compreendeu. Finalmente." (Pág. 259)  
Ambrose Nolan, Eva Wu, Archie Hamilton, Jedrek Vysotski, Bridget Murphy e Mary-Rose Godfrey são pessoas de faixa etárias diferentes, histórias de vida diferentes com algo em comum. Kitty demora um pouco para "juntar o quebra-cabeça" mas o que temos quando ela finalmente o faz é uma aventura repleta de ação e diálogos maravilhosos. Não quero entregar muito, porque vale a pena as surpresas para quem vai ler um dia e espero que vocês o façam. Cecelia tem uma escrita fluída e sensível, devoramos as 380 páginas com a mesma vontade. É um livro para sorrir, emocionar, torcer por casais, fazer pensar e divertir. A capa está linda com todos os 100 nomes e além de tudo isso, a mensagem principal é o perdão, porque Kitty enfrenta muita coisa até perdoar a si mesma pelo que fez e,quem sabe, receber o perdão de quem feriu. Indico e muito!

PS: Constance mesmo aparecendo pouco se mostrou divertida e com muita garra. Impossível não rir de como ela e Bob viviam.

Ps2: Esse livro merece uma continuação com todos os 100 nomes. Seria um grande encontro.

Ps3: Todo mundo tem uma história para contar, por mais insignificante que achemos que nossa vida é. Meu lado escritora e repórter amou esse livro por isso.


Título original: One Hundred Names
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito 
Páginas: 384 
Ano: 2015
Compare e Compre: AmazonCasas BahiaLivraria da Folha ♦ Book Depository


Não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais! 
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Goodreads

Um comentário:

  1. Eu sou fã da Cecelia e esse livro em particular tem me chamado a atenção.
    Ainda não pude lê-lo, infelizmente. Mas ele vai ficar na minha lista de desejados e um dia vou conferir mais essa estória da Cecelia.

    Beijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.