10 de mar de 2016

Sintonia de Amor (Sleepless in Seattle), 1993

Olá pessoal, tudo bem?

O filme de hoje é um típico romance dos anos 90, cheio de clichês, com uma história que provavelmente nunca acontecerá na vida real, porém é um filme apaixonante. Confiram!

Neste romance dos anos 90 vamos conhecer o arquiteto Sam Baldwin (Tom Hanks), viúvo a um ano e meio que vive com seu filho Jonah Baldwin (Ross Malinge) em Seatle. Jonah apesar da pouca idade percebe que seu pai vive infeliz, solitário, devido a morte de sua mãe, então na noite de natal ele liga para o programa de rádio Sleepless in Seattle pedindo uma namorada para seu pai. A Dra. Márcia Fieldstone pede para que Jonah coloque seu pai na linha; Sam fica meio irritado com a atitude do filho, mas se deixa levar pelos conselhos e argumentos da Dra. Fieldstone e abre seu coração, falando tudo que carrega no peito à um ano meio, dizendo o quanto amava sua esposa e a imensa falta que ela faz.


Enquanto Sam abre seu coração para todos os ouvintes da rádio, Annie Reed (Meg Ryan) escuta o programa enquanto dirige, ela fica emocionada ao ouvir como Sam amava sua esposa. Annie acredita em sinais, acredita em destino, porém está noiva de Walter (Bill Pullman) e ela sente que entre eles não há nenhuma magia, ela tenta convencer a si mesma que ama Walter. Ela fica imaginando e querendo aquela magia presente no romance daquele desconhecido que está contando sua história no rádio.


No dia seguinte  Anne chega a revista onde trabalha e descobre que o assunto do momento é o Sleepless in Seattle, ela é designada para fazer uma reportagem sobre este homem, descobrir quem ele é. 

Enquanto isto em Seatle Sam começa a receber milhares de cartas de mulheres de todo o país. Seu filho Jonah e ele ficam lendo as cartas e selecionando algumas, porém logo Sam começa a achar isto uma loucura e decide chamar uma amiga para sair e dar uma boa madrasta a Jonah. Só que Jonah não gosta da possível nova namorada de seu pai.

A amiga de Anne, Becky (Rosie O'Donnell) a incentiva a escrever uma carta para o Sleepless in Seattle; Anne até chega a escrever, marcando um encontro baseado em seu filme preferido An Affair to Remember, onde o casal se encontra no Empire State Building, em Nova York ao entardecer, mas não tem coragem de enviá-la, o que é claro, Becky faz.


Jonah recebe a carta de Anne e fica gostando muito dela, tenta convencer o pai de ir para  Nova York, mas sem muito sucesso. Então com a ajuda de sua amiga Jessica (Gaby Hoffmann), Jonah vai sozinho para Nova York.


Anne descobre que a amiga enviou a carta, fica super irritada, mas também sente uma alegria. Coincidentemente seu noivo Walter a convida para ir a Nova York com ele, exatamente na data do encontro que havia colocado na carta. Ela fica confusa com tudo isto, pois ela acredita em sinais, e sente que o destino está tentando unir ela e Sam.


Sam descobre que seu filho foi para Nova York sozinho, e claro vai atrás do filho. Será que Sam e Anne vão finalmente se encontrar?

Eu amo estes romances dos anos 80 e 90, mesmo eles sendo açucarados demais e é claro com histórias quase impossíveis, senão impossíveis, de acontecerem na vida real, mas que graça teria a ficção senão fugir da realidade?

Mesmo este filme sendo antigo nem tanto porque temos a mesma idade...rs... eu só fui assisti-lo a uns dias atrás e me apaixonei. Eu gosto muito do trabalho do Tom Hanks, e este ele fez nos primeiros anos de sua carreira, quando ele começou a ser conhecido, eu simplesmente amei sua atuação; sem contar que ele faz um par perfeito com a Meg Ryan, os dois possuem a química perfeita. Ross Malinge fez um papel muito fofo, personagens crianças que tentam ser como os adultos mas resolvem tudo do jeito delas, de criança, sempre encanta.

A história do filme faz muitas referências ao filme An Affair to Remember, o preferido da personagem de Meg, é quase uma remodelagem moderna na época deste clássico.

Sintonia de Amor é um típico romance dos anos 90, com uma série de encontros e desencontros; com um enredo previsível, mas com todas aquela magia e encanto presente nos filmes desta época.
"Jonah: Pai, Jessica acha que você conheceu Annie em outra encarnação.
Sam: Quem é Annie?
Jonah: A que escreveu. Mas Jessica disse que não tiveram um relacionamento. Então, seus corações são peças de um quebra-cabeças que se encaixam.
Sam: Droga!
Jonah: Sei disso pois sou jovem e puro, mais sensível às forças cósmicas.
Sam: Quem lhe disse essas coisas?
Jonah: Jessica.
Sam: Eu, sinceramente, espero que não se case com ela."
Curiosidade: Quem é fã de How I Met Your Mother assim como eu deve se lembrar do episódio 5x19 Zoo or False onde a Robin pega Ted encenando a cena final deste filme em sua maquete do Empire State Building.

Título Original: Sleepless in Seattle
Ano de Produção: 1993
Dirigido Por: Nora Ephron
Gênero: Comédia Dramática, Romance
Nota: 4/5
FILMOW 

  Não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Goodreads

3 comentários:

  1. Oi Mayla!
    ahhhh, eu era apaixonada nesse filme quando era mais nova *idosa mode on* (só tenho 26 ò.ó), o via quando era adolescente (pra menos), mas adorava, é açucarado mesmo, mas não faz mal quando queremos fantasiar um pouco. (também adorava aquele filme do Nicholas Cage, que ele divide o premio da loteria com uma garçonete).
    Adorei o post e a referencia do How I Meet Your Mother (que vi muito pouco haahaah não sabia)
    um abraço!
    Pandora
    Pan's Mind

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este filme com o Nicolas Cage eu já vi algumas partes, mas nunca assisti na íntegra nem sei porque, pois realmente é muito bonitinho, agora que você me fez lembrar dele vou assisti-lo..rs... "Sintonia de Amor" é muito lindo mesmo, essas comédias que nos fazem suspirar e fugir da realidade são ótimas para alguns momentos da vida. =D Fico super feliz que tenha gostado do post e não deixe de assistir How I Meet Your Mother é uma série tão lindinha, você com certeza vai gostar!
      Abraço!

      Excluir
  2. Bem , gostei da sua análise e foi devido a curiosidade (How I Met Your Mother) que coloquei esse filme na minha lista e posso dizer que me surpreendeu. Foi bastante tocante a parte na qual ele fala da sua falecida esposa, na verdade , bem unica.

    ResponderExcluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.