29 de abr de 2016

Fangirl - Rainbow Rowell

Eu já tinha lido Eleanor & Park da Rainbow Rowell e ao ler a sinopse de Fangirl, sabia que iria adorar este livro. Do primeiro capitulo ao ultimo, eu queria abraçar a Cath e queria que a estória deste livro continuasse e continuasse.

Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências. Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?

O livro se passa durante o primeiro ano de faculdade da Cath, Rainbow Rowell nos narra uma estória envolvente com Cath enfrentando algumas situações que a tiram de sua zona de conforto, tentando conciliar seus estudos e seu tempo escrevendo uma fanfic de muito sucesso do Simon Snow.

A escrita da Rainbow Rowell me impressiona, ela é fácil, rápida, envolvente e se intensifica com as emoções de seus personagens. Quanto mais eu lia, mais eu queria conviver com aqueles personagens e naquela estória.

Antes de cada capitulo tínhamos um trecho da fanfic de Simon Snow escrita pela Cath ou do próprio livro de Simon Snow, e apesar delas serem legais e me deixarem cheia de vontade de ler Carry On, não achei esses trechos bem encaixados com a estória.

Acredito que o meu amor por esse livro é em grande parte por causa dos personagens. Todos os personagens são cabíveis se os colocássemos em nosso dia a dia e consegui me apegar a todos. No final queria ser amiga de Cath e Reagan e me identifiquei muito com vários dos personagens, principalmente com a Cath e a Wren.

- Nada. Nada. É que... não se pode desistir às vezes? Não é OK dizer "isso tá me machucando demais, então vou parar de tentar"?
- Isso levanta um precedente perigoso. 
- De evitar a dor? 
- De evitar a vida. 

A Cath é uma personagem cheia de defeitos e inseguranças e ela expõe bastante isso, porém em nenhum momento isso é chato. Só torna ainda mais interessante acompanhar seu crescimento ao longo da estória. Eu adorei a Reagan, a colega de quarto da Cath, ela é meio grosseira e super legal com a Cath e me identifico com a Reagan todos os dias pela manha.  Vejo na Reagan uma ótima amiga para a Cath neste momento da vida dela.

O Levi é um amorzinho e eram maravilhosas as cenas em que ele aparecia porque com as descrições de Rainbow Rowell, o sorriso dele ultrapassa as páginas e chega até o leitor.

Vamos falar um pouco sobre a irmã gêmea da Cath, a Wren? Vamos! Fico confusa quando se trata dela porque acho que a autora poderia ter explorado um pouco mais da personagem, porém não sei se caberia na estória, mas mesmo assim queria ter visto um pouco mais da irmã de Cath.

O ponto é que Wren e Cath chegam à faculdade juntas e Wren passa a viver sua vida separada de Cath depois de tantos anos que passaram o tempo todo juntas – Wren até corta o cabelo para se diferenciar da irmã -. Cath e Wren não ficam muito longe uma da outra, porém o convívio entre as duas diminui muito e isso acaba afetando o relacionamento delas. Por um lado, queria abraçar a Cath e por outro entendia o afastamento da Wren e a vontade de se libertar um pouco.

É interessante ler sobre esse relacionamento das duas que evolui junto à estória. Assim como o relacionamento delas com seu pai, que viu as duas filhas partirem para a faculdade e tem que se acostumar com a distancia das filhas que costumavam estar sempre em casa. 


Fangirl é uma leitura maravilhosa e é um livro obrigatório, assim como outros livros da Rainbow Rowell, para quem gosta de livros YA. Fangirl é uma estória divertida e que apresenta muitas mudanças na vida de Cath.


Título Original: Fangirl
Autora: Rainbow Rowell
ISBN-13: 9788542803686
ISBN-10: 854280368X
Ano: 2014
Páginas: 424
Editora: Novo Século
Nota: 5/5 


Não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais! 
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Goodreads

Um comentário:

  1. Oi, Yara! Eu tenho a edição em inglês que comprei há um tempo, porque amei a capa e não aguentei esperar ser lançado aqui, mas ainda não li. Bom saber que o estilo de escrita da Rainbow é o mesmo dos outros livros. Está na minha lista de metas desse ano, espero ler mesmo!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.