12 de jul de 2016

A Noite dos Mortos Vivos e A Volta dos Mortos Vivos - John Russo

Olá pessoal, tudo bem?

O livro de hoje, diferente do comum, é baseado no roteiro do filme homônimo de George Romero e John Russo, um livro que te prende do começo ao fim. O filme foi o pioneiro no gênero zumbi, ele é usado até hoje como referência para muitas produções. Confiram!

Título Original: Night of the Living Dead & Return of the Living Dead
Título: A Noite dos Mortos Vivos e A Volta dos Mortos Vivos
Autor(a): John Russo
ISBN: 9788566636215
Ano: 2014
Páginas: 320
Editora: DarkSide
Nota: 5/5
"Pense em todas as pessoas que já viveram e morreram e que nunca mais verão as árvores, a grama ou o sol. Tudo parece tão breve, tão... inútil, não é? Viver um pouquinho e depois morrer? Tudo parece resultar em nada. Ainda assim, de certa forma, é fácil invejar os mortos. Eles estão além da vida, além da morte. Têm sorte de estarem mortos, de terem feito as pazes com a morte e não precisarem mais viver. Estão debaixo da terra, alheios... alheios ao sofrimento, alheios ao medo de morrer. Não precisam mais viver, nem morrer, nem sentir dor, nem conquistar nada. Ou saber qual é o próximo passo, e se perguntar como seria enfrentar a morte." A DarkSide® desenterra mais um clássico do terror e vai direto na fonte: A Noite dos Mortos-Vivos, considerado uma das maiores obras-primas do gênero e um livro obrigatório para os fãs de The Walking Dead, Resident Evil, Orgulho e Preconceito Zumbis, e tudo aquilo que englobe os carismáticos comedores de cérebros. Se hoje os zumbis estão em alta é porque, em 1968, George Romero e John Russo se reuniram para escrever o roteiro de A noite dos Mortos-Vivos e mudar a história do cinema.


Em A Noite dos Mortos Vivos conhecemos o casal de irmãos Johnny e Bárbara. Contra todas as suas vontades, Johnny leva sua irmã Bárbara para visitar o túmulo de seu pai, o cemitério fica distante, aos fundos de uma igreja. Quando chegam ao destino já é quase noite, Johnny só reclama que em pleno domingo eles estejam ali. 


Enquanto Bárbara procurava o túmulo do pai e Johnny, já sabendo onde ele se encontrava, observava a dificuldade da irmã de encontrá-lo e ficava feliz com isso, uma espécie de vingança por estarem ali, um homem os observava ao longe. 


Ao saírem do cemitério, o homem que os observava ataca Bárbara, e seu Johnny que estava escondido a fim de dar um susto na irmã, tenta salvá-la. O que Bárbara presencia então é horrível, o homem que a atacou, começa a devorar o já então cadáver de seu irmão. Desesperada ela foge, passa por diversas dificuldades, até chegar a uma casa no meio do nada.
"Em seguida Bárbara, ouviu o estranho som de algo rasgando, e embora não pudesse ver o que o agressor estava fazendo, aquele som horripilante continuou ecoando pela noite...como se o cadáver de Johnny estivesse sendo dilacerado"
Dentro da casa Bárbara começa a lutar para sobreviver, lutar contra algo que nem sabe bem o que é. Quando está quase sendo pega, ela é salva por Ben. Juntos, Bárbara e Ben vão lutar contra aquelas criaturas que parecem aumentar cada vez mais. Eles encontram outros sobreviventes dentro da casa, e descobrem que os agressores que estão ao redor da casa são mortos que voltaram a vida, um fenômeno que ninguém ainda conseguia explicar.


A Volta dos Mortos Vivos se passa dez anos depois dos eventos ocorridos no primeiro surto zumbi. A maioria das pessoas não tem medo de que os mortos voltem a viver novamente, esqueceram completamento o evento, exceto as pessoas que seguem o reverendo Michaels. A história começa com a família Miller, eles se preparam para irem ao funeral de uma criança. Bert Miller cuida das três filhas, Karen, Ann e Sue Ellen. Karen está grávida e não é casada, se tornando motivo de vergonha para o pai que é um fanático religioso. As filhas embora gostem do pai, não gostam do jeito como são tratadas por ele. 


No velório, após as orações, como de costume em todas as cerimônias  dos últimos dez anos comandadas por Michaels, o pai da menina morta perfura o crânio da filha; foi o que aprenderam a dez anos atrás, a única forma de manter "os mortos mortos" era perfurar o cérebro do cadáver. 


Ainda na cerimônia, o revendo Michaels recebe a notícia de um acidente na rodovia, um ônibus havia caído em um desfiladeiro. Todo o grupo de pessoas então se organiza para irem até o local do acidente. Lá eles arrastaram os corpos até uma clareira, onde começaram a trepanação dos crânios dos defuntos. Sue Ellen e Ann foram obrigadas pelo pai a arrastar os cadáveres, elas odiaram o pai por fazê-las executar essa atividade tão mórbida. 

Ao todo conseguiram trepanar apenas 13 crânios; a polícia chegou ao local, impedindo o sucesso da operação. Naquela noite, dos 36 corpos que haviam sido levados para o necrotério, apenas 13 ainda permaneciam nas mesas, as outras 23 estavam vazias, os mortos haviam retornado a vida novamente.
"Os dois homens mortos se moviam como se estivessem conscientes da presença um do outro, mas indiferentes um ao outro. Ambos eram movidos pela mesma força, tinham as mesmas vontades. De fato, ambos desejavam ardentemente a mesma coisa: devorar a carne dos vivos."
Eu ainda não assisti ao filme A Noite dos Mortos Vivos e é a primeira vez que leio um livro escrito a partir de um roteiro para cinema é sempre ao contrário. O que posso dizer é que este livro é muito bom, o suspense, o terror, está tudo presente na medida certa. Gostei muito da forma como os zumbis aparecem, o motivo, não vou revelar para não dar spoiler, não é um vírus, como é o mais comum nos "enredos de zumbi" de hoje.  


A Volta dos Mortos Vivos na minha humilde opinião, é ainda melhor que a primeira história, houve um aperfeiçoamento no enredo, tanto na luta contra os zumbis, quanto nos conflitos entre os sobreviventes. Para quem assisti The Walking Dead vai encontrar diversas semelhança no enredo, a mulher grávida durante o levante dos mortos é um exemplo. 


A edição está maravilhosa, coloquei muitas fotos dela, mas a vontade é colocar ainda mais, estou apaixonada por ela. Encontrei alguns erros de revisão, nada que prejudique muito a leitura, mas são erros que me incomodaram bastante. Mesmo assim a DarkSide está de parabéns, porque é tanta beleza na diagramação que os erros de revisão não me fizeram desgostar do exemplar.

Só uma ressalva, se você não assistiu ao filme, não leia a introdução antes de começar o livro, lá contém um super spoiler, o que me deixou bem brava, pois descobri o final de A Noite dos Mortos Vivos.


Para os amantes do gênero este é realmente um livro indispensável, ao lê-lo você encontrar várias referências presentes nas obras atuais. Sendo assim, este é um livro super recomendado, não deixem de conferir. 


Não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Goodreads

Nenhum comentário:

Deixe um comentário ;)

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.