16 de ago de 2017

Sing Street: Música e Sonho, 2016

Olá pessoas, tudo bem?

O filme de hoje vai mostrar um pouquinho de Dublin dos anos 80 ♥ Não estava muito crente que o filme seria bom, na verdade não esparava nada. Sing Street me surpreendeu e além de tudo, fez com que as músicas ficassem grudadas na minha cabeça por uns dias. 


Conor é um jovem que mora em Dublin, no ano de 1985. Ele é obrigado a mudar de escola, após a situação financeira de seus pais não estarem lá aquelas coisas. Além da mudança de escola, seus pais brigam frequentemente, o que faz com que Conor queira ficar cada vez mais em seu mundo. Logo que muda de escola, ele começa a ter problemas com um dos valentões, e começa a sofrere bullying.

Não sei se vocês sabem, mas a Irlanda é um país muito religioso e há muitos anos os padres e as igrejas coordenavam as escolas. Até hoje ainda é possível encontrar algumas escolas extremamente católicas, onde meninos e meninas estudam separadamente. Enfim, o padre que coordena a escola também pega no pé de Conor por ele não seguir o protocolo de vestuário da escola, não é que ele não queira seguir, é que seus pais não tem dinheiro para comprar tudo o que escola exige.


Enfim, completamente desolado, desmotivado e desiludido ele acaba conhecendo a Raphina. Ela está sempre sentada na escadaria da sua casa, em frente à escola, o que acaba chamando a atenção de vários meninos, inclusive de Conor. Ele fica completamente apaixonado por ela e quer conquistá-la a todo custo. É então que ele tem a brilhante ideia de montar uma banda de rock e convida Raphina para estrelar o clip. Porém, a banda não existe e ele vai correr contra o tempo para montar a banda e fazer com que esse clip realmente aconteça. 


Primeiramente devo ressaltar que o filme baseia-se na primeira metade dos anos 1980, ou seja, toda a ambientação e referências que temos aqui são dessa época. Eu não consegui pegar tudo, mas acho que tem um pouco de David Bowie, The Cure, Spandau Ballet, Flash and The Pan, Duran Duran, entre outros.

Outro ponto muito importante a ressaltar é como eles apresentam as relaçõs familiares, mostra a relação que Conor tem com o irmão, que tratado como pai, e muitas vezes, ele até fez esse papel. O relacionamento deles é sincero e real, gostei muito de assitir isso. É legal ver o amadurecimento dos personagens, não só na aparência mas nas músicas. E a trilha sonora abraça todo esse desenvolvimento, que é excelente por sinal. Ah, o figurino é um bônus também. 
 
Sing Street é um filme com ótima trilha sonora, personagens carismáticos e ótimos figurinos, parece que tudo foi feito na medida certa. O filme te deixa com uma sensação gostosa depois de assistir, aquele famoso quentinho. Te deixa mais leve e com vontade de correr atrás dos nossos sonhos. Assistam!


Título original: Sing Street
Duração: 106 minutos
Direção: John Carney
Ano: 2016


Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Google

2 comentários:

  1. Esse filme é muito bom e me surpreendeu bastante. As músicas originais são incríveis. Já tô pensando em um post bem bacana de indicações de filme em que ele vai estar :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siii, amo as música, passo horas ouvindo hahaha

      Excluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.