[LIVRO] Momo e o Senhor do Tempo, Michael Ende

Olá pessoas, tudo bem?

Vocês provavelmente querem me matar com tanta indicação de livro infantojuvenil, né?! Desculpa, mas prometo que vou tentar variar mais ♥  "Momo e o Senhor do Tempo" é do mesmo autor de "História sem Fim" que, inclusive, foi um dos primeiros livros que li e que tenho um grande carinho e preciso reler.


"Momo e o Senhor do Tempo" vai apresentar a personagem principal MOMO, ela é órfã e certo dia aparece na cidade sozinha e os habitantes dessa cidade decidem acolhê-la. Ela mora no anfiteatro abandonado e é muito feliz, obrigada. Momo é uma criança de poucas palavras, mas que tem muita sabedoria e logo acaba se tornando a pessoa responsável por ajudar os habitantes dessa cidade. Ela possui muitos amigos e pessoas que também ajudam- a de alguma forma.

No entanto, ao que parece as coisas começam a ficar estranhas quando os homens cinzentos aparecem. Tais homens trabalham para a "Caixa Econômica do Tempo" e com  muita lábia conseguem convencer os habitantes dessa cidade que eles precisam começar a economizar tempo, pois sem esse tempo, não viverão o suficiente para aproveitar.


E é assim que acontece. Pouco a pouco as pessoas que passavam horas conversando, brincando com seus filhos, visitando um amigo, lendo um livro e aproveitando a sua família, passam a trabalhar sem parar e a cada dia economizando mais tempo. A cada dia eles tentavam fazer várias coisas ao mesmo tempo afim de não desperdiçar preciosos minutos, e a cada dia também ficava bravos e estressados se qualquer coisa desse errado.

Certo momento, as pessoas param de visitar Momo, eles não tem mais tempo de jogar conversa fora. Pouco a pouco Momo vai ficando cada vez mais sozinha, nem as crianças parecem ter mais tempo de brincar, tudo precisa de feito com rapidez. E, ao que parece, as pessoas estão perdendo os momentos importantes da vida.

Elas querem fazer tanto e em tão pouco tempo que acabam não aproveitando a vida que tem. Momo, percebendo que tem alguma coisa errada, mas sem saber muito o que fazer, acaba recebendo uma visita inesperada e que vai ajudá-la e resolver esse grande pepino e, talvez, restaurar o tempo e a alegria das pessoas. 


Não preciso dizer que eu amei esse livro, né?! Momo é uma personagem que, em um primeiro momento, parece que não tem muito o que oferecer, mas conforme vamos conhecendo, a gente percebe que é uma garotinha cheia de habilidades e muito sábia. Ao contrário dos outros habitantes da cidade, Momo sabe ouvir o que as pessoas tem para falar e acredita que o diálogo é essencial, que as pessoas precisam convesar e se entenderem, que brigar não leva ninguém à lugar nenhum.

O livro pode ser infantil, mas é voltado para o público adulto. Ele brinca com a nossa imaginação, com um misto de fantasia, mas com um toque GIGANTE de realidade e crítica. Somos tão preocupados com o tempo, que não há horas suficientes no dia para fazer tudo o que queremos, e muitas vezes não damos valor às pequenas coisas ao nosso redor.

Com certeza é um daqueles livros para ler, reler, mostrar para os filhos, netos, amigos, família e disseminar a mensagem linda que o livro passa. É inevitável você ler um livro assim e não começar a pensar na própria vida e começar a se perguntar, quando foi a última vez que abracei alguém, que parei para apreciar uma gota de chuva, o cheiro de café, agradecer pelas coisas boas que acontecem. Sabe?! O livro é para dar um puxão de orelha na vida adulta e um apelo para que a gente dimínua o ritmo um pouco. Recomendadíssimo. ♥


Momo
Michael Ende
ISBN-13: 9788578275785
ISBN-10: 8578275780
Ano: 2012
Páginas: 264
Editora: WMF Martins Fontes
Amazon | Saraiva | Book Depository



*ESSE POST FAZ PARTE DO TOP COMENTARISTA DE JUNHO/2018*

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

32 comentários:

  1. Eu sou super fã destas indicações de livros infanto-juvenis! Ainda mais quando eles aparecem assim, sem eu conhecer e com esta carga enorme de sentimentos.
    A gente vive brigando com o tempo e pela falta dele, deixamos cada vez mais de lado, coisas que nos são importantes, como amigos, conversas bobas e a atenção que teria que ser dada!
    Parece que Momo vai sentir essa falta de tempo na pele, mas ao mesmo tempo, vai usar isso não somente ao seu favor, mas também para fazer este alerta tão precioso, que é parar e respirar de vez em sempre!!!
    Se tiver oportunidade, com certeza, quero ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro encantador e com vários tapas na cara para dar hahaha Recomendo muito a leitura!

      Excluir
  2. Oi, Rosana.

    São muito ágeis as mensagens que o livro passa, por ter um toque de realidade. Tornando o enredo eloqüente.

    Afinal, infelizmente, as próprias pessoas se aprisionam ao tempo.

    P.S.: As dicas são boas, pois estou precisando ler livros de gêneros no qual não estou habituada a ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da dica, o livro é realmente muito bom e recomendo a leitura!

      Excluir
  3. O bom dos livros juvenis são as mensagens que ele trás e achei essa bem bacana é mesmo quase impossível não associar ao ambiente em que estamos vivendo e ler uma história dessa enriquece o leitor, curti muito. Pode trazer muitas outras dicas como essa :D ;)

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro histórias desse tipo. Com uma lição e uma crítica forte por trás, uma coisa que faz a gente se sentir meio mal e querer rever nossas atitudes sabe? Achei bem interessante isso do tempo. O quanto a gente se joga em coisas imprestáveis e esquece o que realmente importa, se joga em trabalho e deixa as pessoas pra depois e esse tipo de coisa. É um negócio meio inevitável. Quando a gente cresce parece que aquele tempo das amizades vai sumindo e você tem que trabalhar, tem que se dedicar a outras coisas e vai deixando de lado muito do que não deveria. É um livro que já me fez pensar em muita coisa e nem li xD
    Parece bem legal. A personagem da Momo tem um jeito que encanta fácil e acho que amaria ler essa historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah pois é.. depois que terminei o livro o sentimento que fica é de um vazio sem fim, é muito estranho. Imagina se você ler então! Espero que leia e que goste xD

      Excluir
  5. Não sou de ler infantojuvenil, confesso, mas é impossível não se encantar com essas personagens.
    Essa parte da fantasia não me chama muita atenção, mas parece um livro interessante.

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Eu adoro infanto-juvenis. Pode continuar indicando rs
    Adorei a premissa desse livro.
    Realmente vivemos sempre com pressa, parece que não há tempo suficiente para fazer tudo que precisa ser feito. Mas, ao mesmo tempo, não apreciamos as coisas simples que são as que realmente importam.
    Mais um livro para a lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A lista de desejados não para de crescer hahah Que bom que gostou, espero que consiga ler ^^

      Excluir
  7. Que leitura maravilhosa, com certeza uma crítica daquelas que você fica pensando por dias e dias. Amo livros infantis porque eles sempre tem essa lado especial que é feito para os adultos, não tem como ler um livro desses e não tirar algo pra vida. Quero muito ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, tem sempre alguma lição importante em livros infantis! Por isso gosto tanto ♥

      Excluir
  8. Momo e o Senhor do Tempo é um de meus livros favoritos da vida!! Fico muito feliz que você tenha gostado, de fato, para mim o livro é melhor do que A História sem Fim (tenho que ser sincero, apesar de eu adorar os dois). Eu quero muito ler os outros livros do Ende, espero encontrar em algum lugar para ler em breve. :D Ah, e o Michael com certeza é um dos meus escritores infantis favoritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu preciso reler A história sem Fim e ver qual gosto mais, li faz muito tempo e nem lembro direito. Vou procurar outros livros dele para ler também ^^

      Excluir
  9. Eu adoro ler livros de fantasia infanto-juvenil e eu adorei a sinopse desse livro A sua resenha também ajudou e muito eu vou dar uma procurada para ver se encontro ele nas lojas saraivas que são mais perto da minha casa mas realmente a sinopse a história desse livro me tocaram de uma forma incrível

    ResponderExcluir
  10. Olá, sendo a resenha eu lembrei do conceito de modernidade líquida do sociólogo Zygmund Bauman, o qual afirma que estamos passando por um tempo de intenso fluxo de informações, sem, contudo, processá-las. De maneira análoga, a obra mostra ao leitor como é fácil desperdiçar o tempo e ao mesmo tempo não dar atenção para o que realmente importa. É claro que já adicionei essa obra maravilhosa na minha listinha de desejados. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, não sabia desse conceito, o que não deixa de ser verdade. Espero que goste da leitura!

      Excluir
  11. Olá Rosana! Estou gostando muito das indicações infanto-juvenis! Esse me deixou perplexa com o choque de realidade que ele nos dá. Realmente "não ter tempo" é a maior desculpa que damos para deixar algo de lado. Momo parece ser uma personagem doce e cativante, quero muito conferir como ela vai solucionar esse problema na cidade. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, e o livro é atemporal mesmo. Qualquer um pode ler e em qualquer idade, isso não vai deixar a mensagem de lado, só vai itensificar. Leia sim, espero que goste.

      Excluir
  12. O nome e a capa já me ganharam. A resenha então...
    Parece ser uma historia encantadora além de passar uma mensagem significativa e Momo uma garota bastante inteligente.

    ResponderExcluir
  13. Super recomendadíssimo Rosana! Adoro livro infantojuvenil, então quanto mais indicação melhor, obrigada ;)
    Não conhecia esse livro, então agradeço por você trazer essa resenha linda. A Momo já me conquistou, a garotinha parece ser muito especial, sendo uma personagem que a gente vai conhecendo aos poucos e que no final da leitura aquece nosso coração com sua delicadeza e sensibilidade.
    Amei demais a proposta do livro em trazer essa mensagem, com certeza esse livro é para ser lido especialmente pelos adultos, pois precisamos apreciar os mais singelos momentos, aprender a valorizar as coisas simples e as pessoas ao nosso redor.
    Já quero ler ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da indicação, espero que você consiga ler. É um livro lido e com mensagens lindas.

      Excluir
  14. Oi, Rosana!!
    Adorei essa indicação de livro infanto juvenil. Gostei da analogia da história do livro com o mundo que vivemos hoje, que infelizmente não temos tempo para parar e conversar e nem de marcar algo com os nossos amigos. Sinceramente estou apaixonada por esse livro.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro que, mesmo sendo bem antigo, trás uma temática bem atual. Vale a pena a leitura.

      Excluir
  15. Rosana!
    Gosto demais de livros infanto-juvenis e amo História sem fim, acho que o autor sabe criar uma fantasia bem elaborada, parece que não tem nada haver, mas sempre traz grandes ensinamentos e mostra no decorrer do enredo, a profundidade dos personagens.
    Bom final de semana!
    “Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda. “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, o autor é excelente e parece sempre acertar em seus livros.

      Excluir
  16. Que livro mais fofo, achei linda a capa e a história parece ser bem contagiante. Realmente fazemos tantas coisas no dia, que acabamos esquecendo do que é realmente importante na vida. A leitura sem duvidas nos ensina muitas coisas boas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, o livro vale para todas as idades, e nos mostra que devemos dar mais valor às pequenas coisas.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.