[LIVRO] Píppi Meialonga, Astrid Lindgren

Olá pessoas, tudo bem? 

Vocês pediram então aqui está, mais um livro infantil que desde o lançamento, lá em meados de 1945, chamou bastante a atenção por ser um livro em que a personagem é uma criança e vive sozinha, sem a companhia dos pais. 


Pippilotta Viktualia Rullgardina Krusmynta Efraimsdotter Långstrump, Pippi Longstocking para os íntimos, é uma menina de 8 anos que vive sozinha em Vila Vilekula, sua mãe morreu muito cedo e seu pai é o rei dos canibais. Ela tem a vida que toda criança pensou em ter, é dona do próprio nariz, ela faz o que bem entende e fala o que bem entende, mesmo que isso envolva contar algumas mentiras às vezes. 

Pippi faz a própria comida, assim como diz à si própria a hora de ir dormir. As pessoas que moram na cidade sempre questionaram o motivo dela viver sozinha, na verdade, eles não gostam do exemplo que ela pode passar para as outras crianças. Até que um dia, eles tentam levar Pippi para a escola e é a incredulidade dela é tanta que ela passa a questionar o sistema educacional. 

Ela é considerada a menina mais forte do mundo, não só fisicamente, mas também pela personalidade que possui. Pippi tem sardas e cabelos vermelhos e por ser mais indepentende, acaba por chamar a atenção de seus vizinhos Tommy e Annika. Juntos eles viverão várias aventuras e se tornarão grandes amigos, passando pelas mais diversas situações. 
– Por que você está andando de costas?
– Por que eu estava andando de costas? – repetiu Píppi. – Por acaso nós não vivemos num país livre? Por acaso cada um não faz o que tem vontade de fazer?


O livro é parte de uma trilogia bem curtinha, em média 150 páginas por livro, e é de origem sueca. Os seus livros, de forma geral, foram traduzidos para mais de 85 idiomas e muitos dos seus livros são baseados na sua própria vida familiar. Curiosidade: Pippi foi inventada originalmente para entreter sua filha Karin, que estava acamada.

É óbvio que o livro vai apresentar alguns temas a ser discutido, o sistema de ensino é um deles, assim como o julgamento por aparências, o modo de vida e o fato das pessoas considerarem Pippi uma criança fraca e frágil (o que obviamente não é). O livro foge do esteriótipo da mocinha estar em apuros e precisar ser salva, nesse livro a Pippi é a heróina e não há príncipe que seja tão bom quanto ela.


Diria que Pippi é a heróina e, talvez a princesa, que as crianças precisam conhecer. É a criança forte, destemida, segura de si e alegre que bate de frente com os adultos e questiona o que precisa ser questionado. Acima de tudo, Pippi se diverte, ela é uma criança que sabe aproveitar os melhores momentos da fase que está vivendo. 

Os capítulos funcionam de forma independente e funcionam como contos dentro do próprio livro, o que é bem legal para ler com crianças antes de dormir. O livro também pode funcionar para os adultos por se tratar de alguém que foge dos padrões, que age da forma que bem entende sem se preocupar com os julgamentos. Pippi com certeza é uma personagem cativante e que seria uma ótima amiga ♥ 

Píppi Meialonga
Astrid Lindgren
ISBN-13: 9788574060972
ISBN-10: 8574060976
Ano: 2001
Páginas: 160
Editora: Companhia das Letrinhas


ESSE POST FAZ PARTE DO TOP COMENTARISTA DE JULHO/2018*

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

38 comentários:

  1. Lendo a resenha, me veio à mente, Anne, personagem de uma série que graças a Deus, está chegando a segunda temporada esta semana. Não, a personagem não é sozinha,mas é uma falante menininha ruiva que é impossível não amá-la.
    As crianças e nós, adultos, precisamos de personagens fortes e que tragam um pouco de esperança a nossa alma.
    Se puder, quero ler!

    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii, não fala assim que ainda não li e nem assisti Anne. Siim, o mundo precisa de mais personagens (e pessoas?) assim!

      Excluir
  2. Oi, Rosana.

    Inicialmente, o livro nos passa uma impressão muito triste, mediante a história de vida da personagem.

    No entanto, o contexto do livro é original e sem dúvidas, diferente e que tem muito a oferecer.

    Eu o leria com certeza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece ser triste, mas Pippi é longe de ser uma garota triste viiu. Ela aproveita cada oportunidade!

      Excluir
  3. Fico pensando se o autor pensou lá por 1945 que seu livro ainda seria lido em 2018, acho isso super bacana e algumas mensagens desses livros lançados a muito tempo são atemporais né?! vão sempre servir para ensinar as pessoas.
    Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro e achei Pippi cativante, mas não sei se gosto da ideia dela morar sozinha tão nova haha. Ainda assim gostei muito da resenha e da dica de leitura ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Loucura isso, né?! O bom de livros atemporais é exatamente isso, mensagens para qualquer um, em qualquer época da vida.

      Excluir
  4. Olá.
    Esse livro aprece muito amorzinho! E que nome longo a Pippi tem rs
    Adorei a nota de curiosidade. Não sabia que o autor havia escrito esse livro para animar a sua filha acamada.
    Acho ótimo quando livros "infantis" abre para discussão temas importantes que farão as crianças e outros leitores pensar sobre o assunto. O sistema educacional e bullying devido aparência "diferente" são assuntos muito válidos.
    Já quero esse livro!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, mesmo sendo um livro mais 'antigo', ainda tem temas muito atuais. Pippi é uma personagem e tantoo *__*

      Excluir
  5. Já ouvi esse nome....não conhecia a história e nem sabia que tinha um livro, mas é familiar. Devo ter visto em algum lugar ao menos uma alusão a essa personagem.
    Parece um livrinho bem legal e gostei desse jeito da garota, forte em todos os sentidos. E imagina só ser assim quando criança? Independente desse jeito, tão regrada e certinha, tão diferente das crianças ao seu redor...achei bem interessante. E chama atenção isso da crítica com o ensino também. Gosto quando fazem uns livros infantis e colocam umas questões bem legais pra se discutir e pensar. Parece que deixa alguma coisa com você sabe? É legal livros assim. Leria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina só, criança sozinha nunca dá certo, mas Pippi mostra o completo oposto. De certa forma, ela é um exemplo. Livros infantis ♥

      Excluir
  6. Oi,
    Ah, que charme essa edição, muito linda! Foge muito dos padrões, exatamente por isso é interessante, conhecer um pouco de como agiria uma criança que vive sozinha, imagino que deve ser bem divertido!
    Por mais que o livro seja infantil, acredito que só um adulto conseguiria ler e entender a essência dele... Eu adorei :)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro muito fofo mesmo. Não sei se as crianças interpretariam errado algumas ações da Pippi, ela não é o melhor exemplo às vezes, mas sempre faz o que é certo.

      Excluir
  7. Acho que já ouvi falar de Pippi, e depois dessa resenha estou querendo conhecer esse livro.
    Me lembra Pollyanna (você precisa ler) e Anne de Green Gables (que eu também preciso ler), e essas histórias são sempre maravilhosas e repletas de mensagens e reflexões.
    Gostei de saber desse livro

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já li Pollyanna (esses dias) e fiquei apaixonadaa, melhor personangem ♥♥ E preciso muito ler Anne de Green Gables!

      Excluir
  8. Que livro lindo <3 desde a capa ele já chama nossa atenção. Creio que a Pippi realmente é A personagem diferente de tudo que já vi e mesmo sendo só uma criança ela da lições de vida pra qualquer idade e ainda sim não perde sua inocência.
    Gostei bastante, mesmo não lendo muito esse gênero.

    ResponderExcluir
  9. Olá Rosana! Esse eu já li! Adoro a sinceridade de Pippi, dei muitas risadas com suas invenções malucas. A alegria da menina é contagiante, qualquer criança adoraria viver na Vila Vilekula. Achei muito bacana a ideia do autor criar as histórias para distrair a filha doente. Eu recomendo veementemente o livro à toas as pessoas. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yaaay, alguém que leu também! Siim, o livro é muito booom!

      Excluir
  10. Olá, eu lembro quando eu estava no ensino fundamental e minha professora lia todos os dias um capítulo de Pipi Meialonga para a sala; eu amava e até hoje lembro bastante da história, que é simplesmente maravilhosa e só melhora a cada livro. O meu preferido é o terceiro, pois a criatividade da autora neste volume impressiona. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor professora! Sim, o terceiro volume é o mais doido e o mais criativo, com certeza!

      Excluir
  11. Olá, ainda não tinha conhecimento sobre esse livro.
    Gostei muito sobre os temas que ele aborda independência, liberdade de expressão, o sistema de ensino, que Pippi é uma moça forte e não frágil que precisa de um príncipe, que nos faz refletir nesses temas. É um livro que serve para pessoas de todas as idades.
    Espero ter a oportunidade de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é tudo isso que você citou e muito mais. É excelente!!

      Excluir
  12. Rosana!
    Sou super fã de livros infantis porque sempre trazem grandes lições que tanto as crianças como os adultos aprendem.
    Que nome enorme de Pipi, hein?
    Imagina uma criança de 8 anos viver sozinha... algo inconcebível em nossa realidade, mas na ficção, tudo é possível e deve ser uma grande aventura.
    “Palavras gentis não custam muito, e ainda assim conquistam muito. (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Rosana!
    O livro parece ser bem interessante!! Acho muito legal livros infantis abordar temas relevantes e importantes para todos que vão fazer a leitura não importando a idade. Gostei demais da indicação e sem dúvida é uma história muito envolvente.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, espero que possa ler esse livro um dia ^^

      Excluir
  14. Olá!
    Estou aqui me perguntando de onde foi que criaram esse nome para a menina e que pais são esses?! kkkk, nome estranho..Mas eu amei o livro, tem uma ótima premissa é claro me deixou bastante curiosa por ele..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  15. Primeiro contato que tenho com o livro, realmente uma historia bem diferente por se tratar de uma criança e pelo o que ela vive, mas é bom desde cedo ler historias interessantes e com ensinamentos para os pequenos, para mostrar que cada um tem seu jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é um livro bem diferente e bem na frente dá época que foi lançado. Os pequenos precisam de um exemplo positivo e que mostre o quão bom é ser criança ^^

      Excluir
  16. A premissa do livro é tão boa, apesar de ser infato-juvenil acho que seria uma boa opção para qualquer leitor. Pippi é o tipo de criança que gosta de fazer tudo que dá na sua telha, assim como encarar diversões e desafios. Achei uma boa para minha irmã caçula, com certeza ela iria amar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, qualquer pessoa que ler vai amar a Pippi! Sua irmã pode gostar ^^

      Excluir
  17. Adorei a proposta do livro,fiquei imaginando como as crianças reagiriam se vivecem sozinhas,é algo a se pensar,pois no caso da personagem, ela sabe se virar sozinha. Isso é bom e ruim ao mesmo tempo, pois ela terá dificuldades em outros quesitos de sua vida. Sem dúvidas que é uma leitura bem atrativa e que nos faz refletir!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, é um livro encantador que nos faz pensar sobre muitos aspectos da vida.

      Excluir
  18. Eu amo livros infantis, mas fico tão envolvido em tramas de suspense, drama e ação que acabo não os lendo. Não conhecia Pippi Longstocking, mas amei a partir da resenha. Quem não sonhou em ter seu próprio teto quando criança? Amei a premissa do livro e fiquei curioso para acompanhar a rotina de Pippi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, toda criança já quis ser independente hahah É um livro bem legal e serve de exemplo para algumas crianças. ♥

      Excluir
  19. Que fofura!
    Ainda não conhecia, mas adorei!
    Parece que a Pippi é beeeeeeem empoderada, mesmo criança, consegue mudar muitas coisas em seu mundo!
    Anotado aqui!
    Vou querer ler sem falta!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COm certeza é uma criança e tanto, assim como uma inspiração para os mais novos ♥

      Excluir

Tecnologia do Blogger.