5 de ago de 2015

[RESUMO] Filmes de Julho/2015

Olá olá! 

No mês de Julho eu dei uma freada nos filmes pois com a Maratona Literária de Inverno não ia sobrar muito tempo para filmes. Mas apesar disso até que assisti bastante filmes nesse mês. Foram filmes bem interessantes e com um gostinho de 'quero mais filmes assim'. Pois bem, lembrando que esse post faz parte do projeto Mais Filmes em 2015, vamos às resenhas.


Cidades de Papel, 2015 (filmow
Resenha do livro aqui
O filme tem como personagem principal o Quentin e sua misteriosa vizinha Margo, ela gostava tanto de mistérios que acabou se tornando um. Quentin e Margo são vizinhos há muitos anos e ele sempre teve uma paixão platônica por ela, eventualmente eles param de se falar. Eis que um dia, Margo aparece em sua janela chamado-o para uma noite muito doida e com um quê de vingança. No dia seguinte da aventura, Margo some, simplesmente desaparece e deixa apenas algumas pistas que somente Quentin com a ajuda de seus amigos conseguem decifrar.

Bom, o filme fala muito mais de amizade do que amor. Eu simplesmente achei PERFEITO os amigos no filme, que rendeu uma da partes mais engraçados do filme. PARA MIM o filme rendeu muito mais como esse tipo de mídia. Eu não gostei tanto assim do livro, porém fiquei completamente cativada pelo filme. Ponto a favor para: Quentin e Margo pequenos, são muito parecidos! Vi um comentário que dizia ser um filme "simpático" e eu concordo. O filme consegue cativar em muitos momentos. Não trás aquele peso dramático ou muita emoção, mas ao final tem uma boa mensagem. Amizade é tudo gente. Nota: 3,5/5


Simplesmente Acontece, 2015 (filmow)
O filme é uma adaptação literária do livro com o mesmo nome. Aqui temos Rosie e Alex, eles são amigos inseparáveis desde criança e sempre enfrentaram juntos as maiores adversidades, seja com amigos, amores e família. Embora seja evidente a atração entre eles, os dois mantém uma amizade sincera acima de tudo. Os dois tinham um sonho de ir para Boston juntos, porém apenas um deles segue esse caminho. A distância entre eles faz nascer os primeiros segredos e as primeiras dificuldades na amizade que até certo ponto era inabalável. Apesar de tudo conspirar contra eles, parece que o destino faz de tudo para juntá-los.

Antes de começar a falar, eu NÃO li o livro. Porém eu gostei tanto do filme que quero saber mais como essa história dos dois se desenrola. Caraca, eu torci o tempo para os dois, para essa amizade e esse possível amor platônico deles. Sofre junto com Rosie e fiquei brava junto com Alex. Fora que Lily Collins e Sam Claflin combinaram muito como casal. O filme trás bem aquela ideia que os humanos tendem a complicar tudo né?! É muito mais fácil assim do que enxergar o que está na nossa frente. Gostei muito da mensagem que ele trás. Cada atitude ou resposta errada pode nos afastar das coisas que mais queremos e desejamos. É um bom filme para repensar sua ações. Nota: 4/5


Cada um na sua casa, 2015 (filmow)
O filme trás o planeta Terra sendo invadido pelos Boov, uma raça alienígena que buscam um novo lar após serem ameaçados pelos Gorgons. Quando os Boov chegam à Terra eles deslocam todos os humanos colocando-os em algum continente aleatório. Porém nessa realocação uma garota, chamada Tip, acaba ficando "esquecida" e consegue evitar de ser capturada. Por ventura do destino ela acaba sendo meio que uma cúmplice de um Boov. Esse Boov é Oh, uma etezinho muito do atrapalhado que vive se metendo em encrencas e é detestado por todo o seu poco. Entre uma fuga e outra Tip e Oh descobrem que uma amizade intergalática é bem possível de ser real e embarcam na aventura de suas vidas. 

Aii, o que falar desse filme/animação? Fofo! Muito fofo, eu amei mais ainda o gatinho do filme, ela parece muito a minha hahaha Eu não fazia ideia que a Rihanna fez a voz da Tip, sério! Só fui descobrir no final, quando passou os créditos. O que me fez assistir ao filme foi a voz do Jim Parsons, como Oh (sim, assisti legendado) ♥ É um filme bem fora da realidade mesmo, mas que vale a pena assistir com algum sobrinho, filho, neto ou algo assim. É bem infantil, mas trás uma mensagem bacana com personagens bem carismáticos e simpáticos. A trilha sonora achei bem legal também, tem aqui. Nota: 3,5/5


Um pouco de caos, 2015 (filmow)
O filme trás o Rei Luis XIV que incube um famoso arquiteto daquela época, o Andre Le Notre a projetar os jardins do Palácio de Versalles. Porém Le Notre precisa de ajuda para isso e após algumas entrevistas ele contrata a bela e destemida Sabine de Barra para ajudá-lo, ela possui um estilo único. É óbvio que uma mulher com um trabalho como esse pode causar certas desavenças e é bem assim mesmo, porém a Madame de Barra não de deixa abater e mostra para todos os homens daquela época que ela é uma mulher forte, independente e que gosta muito do que faz. Eventualmente Sabine e Le Notre acabam se tornando mais íntimos que o habitual e por mais que as pessoas tentam passar a perna nos dois, eles conseguem superar.

Eu assisti esse filme muito na aleatoriedade. O filme trás Kate Winslet no papel principal, isso faz parecer que ela carrega o filme todo praticamente nas costas. Achei bem fraco e com uma história muito rasa. Os personagens de apoio não convencem e trás uma carga emocional desnecessários. Gostei muito de ver Alan Rickman (Profº Snape) no filme, ele é responsável pela direção desse filme. Uma cena em particular chamou bastante minha atenção, é mais para o meio do filme quando Sabine de Barra é chamada ao castelo do Rei e desenrola uma conversa bem interessante, o uso das metáforas são sensacionais. Poderia ter sido muito melhor visto que minhas expectativas eram quase zero. Nota: 3/5


A canção do Oceano, 2014 (filmow)
O filme conta sobre a vida de Ben e Saoirse, após o desaparecimento da mãe, eles são enviados para morar na cidade com a avó. Quando eles resolvem fugir da casa da avó e voltar para a casa que cresceram, para o pai. Eles descobrem algumas coisas que fazem sua viagem virar uma corrida contra o tempo. São atraídos para um mundo que conhecem apenas nos contos e lendas que a mãe contava quando eram pequenos. Ao longo do filme é possível ver que tudo o que eles presenciam não é apenas uma historinha para dormir, é real e eles correm perigo. 

O que dizer sobre um filme lindo desses? Extremamente fofo, lindo, cativante, com traços perfeitos e uma trilha sonora delicadíssima e gostosa de ouvir, tem aqui. Tom Moore mostrando que nem só de Disney e Dreamworks o cinema vive, mais filmes assim deveriam existir. A mensagem é clara e objetiva, não tenha raiva das pessoas, por mais que seja um sentimento importante é possível se livrar dele. Esteja aberto às situações da vida e às pessoas ao seu redor, sua família é importante e não importa o que aconteça, ela sempre estará lá por você Nota: 5/5 O trailer está em inglês, mas dá para entender. 

Esses foram os filmes que assisti em Julho. Em breve trago resenhas mais detalhadas sobre eles. Quais filmes vocês assistiram no último mês? 

Acompanhe o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Filmow

2 comentários:

  1. Quero muito assistir Simplesmente Acontece, mas primeiro quero ler o livro! haha
    Ainda não conhecia Um pouco de caos, mas fiquei bem curiosa para ver, mesmo ele tendo uma história fraca.
    beijinhos :*

    ResponderExcluir
  2. Ahhh.. To fraca de filmes.. Ultimamente ando vendo mais séries mesmos... Pq ai vejo na hora do almoço.. Hehe.
    Simplesmente acontece com certeza vou ver e ler! Ainda mais depois da sua resenha super linda pela história!
    A canção do mar eu ameiii a dica! Não conhecia e pela nota boa ja to vendo que é lindoooo.
    Bjus

    ResponderExcluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.