1 de nov de 2015

る: Introdução ao anime ecchi

Ei pessoal, depois de um longo intervalo desde meu último artigo, venho com um clássico que creio definiu o gênero Ecchi nos animes. Comumente referenciado pelo seu título traduzido To Love-ru: Trouble.

To Loveる:とらぶる
Ano lançamento: 2008
Duração: 26 episódios + OVAs e temporadas sequentes.
Gêneros: Ecchi, shounen, comédia, fan-service, school-life, harém
Links: Anidb, ecchinyaa




O anime é um mix legal de gêneros, primeiramente ele não espera ser nada de sério, leve e divertido como uma comédia romântica, ao mesmo tempo que suas estórias são descomplicadas, não precisa pensar muito, logo o anime também leva o rótulo de Shounen, que é basicamente uma audiência infantil, de crianças à adolescentes (tipo Pokemon ou DragonBall).

No entanto, em contraste com o lado "infantil" e cômico do anime, ele não apenas leva o rótulo de Ecchi mas praticamente define o gênero. Como expliquei em um post anterior, o gênero ecchi é uma referência a conteúdo sensual sem conter nada explícito. Este anime é assim, cheio de situações eróticas mas que nunca levam a lugar nenhum, combinado com posições de câmera que mostram "apenas o suficiente", o que é comumente chamado de fan-service na comunidade.

Resultado de imagem para anime To Love ru
Yuuki Rito, é um garoto normal, adolescente, tímido e apaixonado por sua colega Sairenji Haruna, que em  um dia qualquer como outro uma garota nua aparece misteriosamente na sua banheira, Lala Deviluke. Que não é nada menos do que a filha do imperador do universo. Após um erro de comunicação eles acabam noivos, ela começa a morar com ele e passa a fazer parte de sua vida diária e por aí vai. Ao decorrer do anime outros personagens vão aparecendo, e com eles situações hilárias e sensuais. Yuuki tenta confessar seu amor para Sairenji, mas sem saber lidar ou explicar a sua recente noiva alienígena Lala-chan.

Certas coisas que levei do anime: para um jovem japonês tímido, não tem esperança mesmo, só a esperar que uma alienígena nua apareça no seu colo, e ainda assim fica perdido sem ter ideia... Ele possui o (desconhecido) superpoder de sempre cair de forma erótica com meninas (você entenderá ao ver o anime)... Outra, é que a Lala Deviluke é a perfeita waifu (termo otaku para wife virtual), sendo bonita, inteligente e bem humorada, ainda por cima ela é a princesa filha do imperador do universo e é ok com você possuindo um harém com varias amantes. Acho que não tem competição né?

Uma boa ideia do anime se dá pelo seu tema de abertura, que na minha opinião ainda é o melhor de todos animes que conheço, tanto pela qualidade do desenho como pela música, que se tornou uma das minhas bandas favoritas. Por incrível que pareça, apesar das tantas cenas eróticas, também recomendo e acredito que agrade a audiência feminina, simplesmente pelo grande número de personagens e feminidade que elas contribuem para o anime. A série ainda continua firme e popular, com três temporadas já completas e uma saindo este ano.

Acompanhe o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Google+

Um comentário:

  1. Eu lembro demais desse anime!!!
    Lala-chan é doidinha e uma fofa, do jeito que as menininhas dos animes sempre são!
    Bom saber mais do gênero Ecchi nos animes!
    Beijos

    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.