12 de nov de 2015

Uma Noite no Museu 3: O Segredo da Tumba (Night at the Museum 3: Secret of the Tomb), 2014

Olá pessoal, tudo bem?

O filme de hoje chegou nas telonas do Brasil no início deste ano. É um filme leve e divertido para curtir em família. Possui um enredo simples, mas com garantia de algumas risadas. É também um dos últimos trabalhos deixados por Robin Williams. Confiram essa divertida aventura!


O terceiro filme da franquia Uma Noite no Museu começa de uma forma diferente dos seus antecessores. O filme se inicia na expedição onde a placa de Ahkmenrah (relíquia que dá vida a tudo no museu após o pôr do sol) foi encontrada, nesta cenas um local avisa que a placa não deve ser retirada da tumba, que se o mesmo ocorrer o fim chegará.

Passado essa introdução, somos novamente levados para onde tudo começo, ao Museu de História Natural de Nova York . Nele o vigia noturno Larry (Ben Stiller) está comandando uma grande cerimônia, onde uma será apresentada uma nova atração do museu, uma área relacionada a astronomia. 


Tudo corre muito bem, até que de repente nosso querido e amado Theodore Roosevelt (Robin Williams), o fóssil tiranossauro Rex, o macaquinho Dexter e alguns outros personagens se descontrolam, começam a agir como se estivessem vivendo a vida dos personagens que representam, causando um caos na cerimônia.

Após o controle da situação, todos os personagens não conseguem se recordar do acontecimento, não entendem o que os fez agir daquela maneira.

Então eles descobrem que algo está acontecendo com a placa, ela está sendo corroída, e o faraó Ahkmenrah (Rami Malek) enfraquece junto com a deterioração da placa. Sendo assim Larry percebe que a magia que ocorre todas as noites no museu pode chegar ao fim. Disposto a impedir isto, Larry começa a investigar e procurar uma solução para este problema.

Larry descobre que o segredo capaz de impedir a "morte" da placa só pode ser revelado pelo pai de Ahkmenrah, Faraó Merenkahre (Ben Kingsley), cuja múmia se encontra no Museu de Londres.

Larry e seu filho Nick Daley (Skyler Gisondo) partem então para Londres. Lá eles percebem que a mala veio mais cheia do que deveria. Além da placa e de Ahkmenrah, a caixa também trouxe, Theodore Roosevelt, Dexter, Sacagawea (Mizuo Peck), Átila e os pequenos Octavius (Steve Coogan) e Jedediah (Owen Wilson), além do neandertal Laaa (Ben Stiller) que foi criado a imagem e semelhança de Larry, e que o reconhece como papá. No museu eles também conhecem a vigia noturno Tilly (Rebel Wilson).



Agora eles tem que correr contra o tempo para conseguir salvar a placa e impedir que a magia acabe. Eles terão que lidar com as criaturas que ganharam vida pela primeira vez no museu e que estão meio perdidas, especialmente com Sir Lancelot (Dan Stevens), que não entende que é apenas um boneco de cera. Larry ainda tem que lidar com a situação pai e filho, entre ele e Nick, pois Nick não quer ir a faculdade, que é a vontade do pai, e sim tirar um ano de descanso e ser DJ em Ibiza. 


Ao que tudo indica este é o último filme da franquia. O filme se inicia com uma grandiosa proposta, o mistério que cerca a placa, o porque da magia estar se acabando, no entanto o desenrolar da história é um pouquinho forçado e não apresenta nada de tão grandioso como parecia ser.

Embora o filme apresente mais do mesmo confesso que gostei muito. Os cenários de Londres foram muito bem explorados pelo menos os pontos turísticos mais conhecidos, as cenas dentro do museu também foram ótimas, embora ao assisti-las você tenha a impressão de "já vi isto". A participação de Hugh Jackman nosso eterno Wolverine e Alice Eve contribuiu com uma das cenas cômicas do longa. 


Como pano de fundo do filme, temos a relação entre pai e filho, o momento em que o filho se torna um homem, o momento em que ele seguirá seu próprio caminho. 

Enfim é um filme divertido, para curtir com a família. Eu particularmente sou fã da franquia, então amei o filme e me senti bem triste por ser o último, embora eu saiba que não havia mais história para seguir com outros filmes. 

Mesmo minha expectativa sendo muito alta com relação a este filme, e ele não atingindo todas, recomendo, pois ele cumpre o papel de comédia leve, e garante sim algumas risadas. Além de tudo, para os fãs de Robin Williams como eu, o longa é uma despedida deste grande ator, um dos últimos filmes que ele estrelou, a cena final é de apertar o coração, a dedicatória "A magia nunca termina", emociona a qualquer um que acompanhou a franquia e os filmes de Robin, portanto não deixem de conferir está última aventura do boneco de cera mais amado do cinema.
Larry: Sou meio irlandês, meio judeu.
Faraó Merenkahre: Eu amo judeus! Nós possuímos 40.000 deles! Essas pessoas adoráveis. Eles ficaram muito felizes, sempre cantando com as velas.
Larry: Sim. Eles realmente não foram felizes.
Faraó Merenkahre: Verdade?
Larry: Eles passaram cerca de 40 anos em um deserto tentando escapar. Sim. Temos um jantar uma vez ao ano para falar sobre isso. É um grande negócio para nós.
Título Original: Night at the Museum 3: Secret of the Tomb
Ano de Produção: 2014
Dirigido Por: Shawn Levy
Gênero: Comédia, Aventura, Fantasia
Nota: 3/5

Nenhum comentário:

Deixe um comentário ;)

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.