27 de jun de 2016

Prince of Thorns: Trilogia dos Espinhos #1 - Mark Lawrence

Olá pessoal, tudo bem?

A resenha de hoje é de um livro um pouco diferente dos que costumo trazer aqui, conheçam o príncipe Jorg Ancrath, um anti-herói que vem conquistando muitos leitores por aí, o primeiro livro da Trilogia dos Espinhos e também livro de estreia de Mark Lawrence. Confiram!

Título Original: Prince of Thorns
Título: Poder
Autor(a): Mark Lawrence
ISBN: 9788566636116
Ano: 2013
Páginas: 360
Editora: DarkSide
Nota: 4/5
Adicione: Skoob
Ainda criança, o príncipe Honório Jorg Ancrath testemunhou o brutal assassinato da Rainha mãe e de o seu irmão caçula, William. Jorg não conseguiu defender sua família, nem tampouco fugir do horror. Jogado à sorte num arbusto de roseira-brava, ele permaneceu imobilizado pelos espinhos que rasgavam profundamente sua pele, e sua alma. O príncipe dos espinhos se vê, então, obrigado a amadurecer para saciar o seu desejo de vingança e poder. Vagando pelas estradas do Império Destruído, Jorg Ancrath lidera uma irmandade de assassinos, e sua única intenção é vencer o jogo. O jogo que os espinhos lhe ensinaram. Com citações de Shakespeare e Nietzsche, e referências que vão de Game os Thrones a Quentin Tarantino, Prince of Thorns é muito mais do que uma aventura medieval. A narrativa afiada de Mark Lawrence brinda o leitor com personagens maquiavélicos, seres sobrenaturais, toques de humor negro e uma trama surpreendente que se passa num mundo abandonado pelos enigmáticos Construtores. É mesmo impossível não torcer pela vitória do príncipe, ainda que nem o mais insensível dos leitores tenha coragem de considerá-lo um herói. Jorg Ancrath faz o que for preciso para conquistar seus objetivos.



O livro inicia nos mostrando um adolescente de 13 anos, Jorg Ancrath, ele comanda um grupo de homens com uma índole nada boa, um grupo onde todos se tratam como irmãos. Essa irmandade sai pelo mundo cometendo assassinatos, estupros, roubos; aterrorizando todos os lugares por onde passam, tudo isto em busca de vingança.
"Vou lhes dizer: o silêncio quase me derruba. É o silêncio que me apavora. A página em branco na qual posso escrever meus medos. Os espíritos dos mortos não têm nada a ver com isso. Aquele morto tentou me mostrar o inferno, mas não passou de uma pálida imitação do horror que sou capaz de pintar na escuridão de um momento quieto."
Jorg é filho primogênito do rei, e como tal um dia deveria assumir o trono. Em uma viagem com sua mãe e seu irmão mais novo, eles são atacados, Jorg foi salvo. Ele foi jogado para longe da confusão, caindo em um pé de roseira-brava, onde ficou sentindo os espinhos da roseira atravessando sua carne, enquanto assistia ao estupro e assassinato de sua mãe e ao assassinato de seu irmão. Isto aos nove anos, deste dia em diante Jorg tinha apenas dois desejos, a vingança e assumir o trono que era seu por direito. Jorg encontrou na irmandade a força de que necessitava para alcançar seus objetivos. E assim ele passou quatro anos na estrada cometendo as piores atrocidades, os piores crimes.


Quando chega ao reino de seu pai, ele descobre que ele encontra-se casado, com um novo filho a caminho. Decidido a não deixar ninguém roubar seu posto, ele promete a si mesmo e aos outros que será rei aos 15 anos, custe o que custar, não importa o que tenha que enfrentar.


Peguei este livro para ler para sair um pouco da minha zona de conforto, e a escolha não foi aleatória, o escolhi devido a uma série de comentários positivos que li. Diferente de todas as opiniões que li, inclusive as que estão na contracapa do livro, não consegui amar Jorg, ele é um anti-herói com um passado muito triste, mas ele é assassino, estuprador, não consigo amá-lo de paixão, mas confesso que conforme o personagem foi amadurecendo ele me conquistou um pouquinho, só um pouquinho.
"... um homem observador é um homem de destaque. Tal homem pode ver oportunidades enquanto os outros apenas enxergam obstáculos na superfície de cada situação."
O livro é narrado em primeira pessoa por Jorg, ele traz uma leitura de fácil compreensão, embora a história seja medieval o vocabulário é bem contemporâneo, o que me leva a pensar que essa obra se passe num futuro, um futuro em que a humanidade retrocedeu para a época das trevas, algo assim.

Os personagens secundários são ótimos. A presença de criaturas místicas como necromantes, magos que manipulam sonhos, tornam a história ainda mais interessante. 
"Poucas coisas que valem a pena são fáceis de conquistar."
A edição está maravilhosa, este com certeza é um dos livros mais bonitos da minha estante; é o primeiro livro que leio da DarkSide, e agora posso entender porque essa editora é tão querida, que trabalho fantástico, mesmo que você não goste da história você com certeza irá querer esta edição em sua estante. Nesta edição também há o prólogo e o primeiro capítulo do segundo livro, e gente, preciso ler, mesmo eu me enrolando no meio do livro, o final e o começo do segundo me deixaram maluca para saber qual será o próximo passo de Jorg.


O que posso dizer a vocês é que embora não tenha morrido de amores por Jorg eu gostei muito da história. Não deixe de conferir.


Não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Goodreads

Nenhum comentário:

Deixe um comentário ;)

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.