21 de jul de 2016

Uma Noite de Crime (The Purge), 2013

Olá pessoal, tudo bem?

O filme de hoje tinha tudo para ser um sucesso, no entanto não foi exatamente isto que aconteceu. Com atuações medianas e um final nada surpreendente, o filme perdeu um pouco de sua essência. Confiram!

Estamos em 2022, os Estados Unidos vive sua melhor fase econômica, possui os menores índices de criminalidade e pobreza, os especialistas atribuem toda essa bonança a um único dia, o dia da Purgação. Neste dia, durante 12 horas, qualquer crime é permitido, inclusive assassinato; neste dia as pessoas fazem a purificação, liberando toda a raiva reprimida nos outros dias do ano. É claro que os que mais sofrem são os menos favorecidos, os ricos, quando não estão se purificando, ficam em suas mansões protegidos por sofisticados sistemas de segurança.

James Sandin (Ethan Hawke) é o empresário que mais lucrou com a venda de sistemas de segurança. No dia da Purgação ele retorna para sua casa depois do trabalho como qualquer outro dia. Ele janta com sua esposa Mary (Lena Headey) e seus filhos Zoey (Adelaide Kane) e Charlie (Max Burkholder), o jantar flui normalmente, exceto que ao final dele, o forte sistema de segurança da mansão é ativado. Dentro da mansão a família realiza suas corriqueiras atividades noturnas, nem se lembrando do que ocorre lá fora.

Quando o filho mais novo do casal Sandin, Charlie, vê no monitor das câmeras de segurança um mendigo (Edwin Hodge) pedindo ajuda, pedindo para que alguém o salve, ele desativa todo o sistema de segurança, permitindo que o mendigo entre na casa. Os pais do menino ficam desesperados, pois não sabem a intenção daquele homem, no entanto o pior acontece depois.
 

Um grupo de sádicos adolescente vai até a residência dos Sandin, e exige que o mendigo seja solto, para que assim eles possam matá-lo e assim se purificar, caso eles não o façam, a família se tornara vítima do grupo. E assim a família Sandin vive a pior noite de suas vidas.
 

Uma Noite de Crime possui uma premissa muito boa, mas confesso que esperava mais, o filme me decepcionou muito. Até sua metade o filme consegue te prender, mas depois, o que era para ser um suspense/terror, se torna mais um filme de ação, com muitos tiros e facadas, nada que cause susto, ou te deixe na expectativa de ser surpreendido. 
 
As atuação são medianas, gosto muito do trabalho do Ethan Hawke, mas infelizmente desta vez ele não conseguiu brilhar. O líder do grupo de sádicos adolescentes interpretado por Rhys Wakefield conquista muito mais que os mocinhos.

A crítica social presente no filme é bem clara, ela se refere aos direitos básicos das pessoas, se eles realmente são para todos ou apenas para os que possuem mais dinheiro. Como todos sabem, os Estados Unidos é um país bem racista, e o mendigo é interpretado por um negro, neste caso, acredito que os roteirista quiseram ilustrar muito bem que enquanto os brancos e ricos estão em suas mansões bebendo seu caríssimo champanhe, vivendo como se o mundo fosse apenas deles, os menos favorecidos estão lutando para viver uma vida digna, sem o apoio de ninguém. Pelo que li, este filme foi produzido bem na época em que o presidente Obama implantava um sistema público de saúde para atender os mais necessitados nos Estados Unidos e vinha recendo muitas críticas por tal decisão.
 

Outro fato que fica bem evidente no filme é a ingenuidade das crianças, a ação do filho em tentar salvar alguém, e como ele é perturbado, pois ele é educado para não fazer mal aos outros, mas uma vez ao ano todos podem fazer o mal que querem, isto faz uma confusão em sua cabeça. Ele até pergunta para os pais porque eles não participam do dia da Purgação.
 
Enfim, o filme é mediano, a crítica por trás dele é bem melhor, sua premissa também é boa, mas ele se perde do meio para fim, um final nada surpreendente. Vou assistir aos outros dois filmes, espero que sejam melhores, pois gostei muito da ideia, achei muito original.
"- Por que vocês não matam alguém hoje?
- Porque nós não sentimos essa necessidade."
Título Original: The Purge
Ano de Produção: 2013
Dirigido Por: James DeMonaco
Gênero: Suspense, Terror
Nota: 3/5
Não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Goodreads

2 comentários:

  1. Gosto muito de suspense e eu estava muito a fim de assistir esse filme. Pela sua capa parecia ser O FILME, mas depois desse post e de outras resenhas que eu li, acho que o filme não é o que eu estou procurando.

    BJS!!!
    adolescenteonlineoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é mesmo um filme espetacular, poderia ser, mas não é. Mas você deveria conferir para tirar suas conclusões, talvez você goste mais do que eu gostei.
      Abraço!

      Excluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.