Sierra Burgess É uma Loser (Sierra Burgess Is a Loser), 2018

segunda-feira, janeiro 21, 2019
Olá pessoal, tudo bem?

Recentemente a Netflix vem trazendo muitos filmes no estilo romance adolescente. Aqueles filmes que não são nada marcantes, mas que funcionam como um bom passatempo. Engraçadinhos e fofos, nos ajudam a relaxar um pouco. E hoje eu trouxe para vocês um que assisti no final do ano passado. Não é um filme memorável, mas eu confesso que gostei. Vem conferir a resenha.
     

Sierra Burgess (Shannon Purser) é uma adolescente muito inteligente que não se encaixa nos padrões de beleza impostos. Seu pai, Stephen Burgess (Alan Ruck) , é um escritor muito famoso, e sua mãe, Jules Orborn-Burgess (Lea Thompson) , também escritora bem sucedida de livros de autoajuda. Inclusive, Jules costuma sempre cobrar de Sierra uma série de frases que ajudam a manter a autoestima.

Na escola o melhor amigo de Sierra é Dan (RJ Cyler). Lá ela é praticamente invisível. Só não é deixada de lado pela líder de torcida super popular na escola Veronica (Kristine Froseth). Uma menina fútil e que adora humilhar Sierra somente por ela ser diferente do padrão; diferente dela.
   
 

    
Sierra decide dar aulas de reforço para juntar um dinheiro, e para isso deixa um cartaz com seu número de telefone. Assim que Veronica vê, pega o cartaz e coloca em sua bolsa. 

Depois da aula, Veronica sai com suas amigas. Na lanchonete um rapaz se aproxima de Veronica e pede seu número de telefone. Ela, considerando o menino um perdedor, dá o número de telefone de Sierra.

O rapaz é Jamey (Noah Centineo), quarterback do time de uma outra escola. Ele manda mensagem para o número e inicia uma conversa com quem ele acredita ser Veronica, no entanto, do outro lado está Sierra. 

Sierra fica intrigada com aquilo, mas não consegue deixar de falar com Jamey. Logo ela descobre que quem deu seu número para Jamey foi Veronica, e aí ela fica com ainda mais medo, pois como Jamey irá olhar para ela, se o padrão dele é Veronica.

Para conseguir continuar mantendo contato com Jamey, Sierra faz um acordo com Veronica, ela dá aula para que Veronica aprenda e possa impressionar seu namorado da faculdade e ela ajuda Sierra e enganar Jamey até que ela tome coragem e diga que quem conversa com ele é ela.

O problema é até quando elas conseguirão guardar esse segredo e se caso Jamey descubra a verdade ele aceite Sierra do jeito que ela é. No meio de tudo isso, Veronica e Sierra irão se conhecer melhor e perceber que elas são muito mais que os rótulos que colocaram nelas.

Como citei no início dessa resenha, este filme é um daqueles romancezinhos adolescentes que são ótimos para passar o tempo e dar algumas risadas. 
    


Sierra Burgess É uma Loser possui todos os clichês possíveis dos filmes do gênero, porém algumas coisas me fizeram colocá-lo acima de Para Todos os Garotos Que Já Amei e A Barraca do Beijo. A primeira coisa foram as atuações, eu gostei demais de ver Shannon Purser neste filme, o papel dela em Stranger Things como Bab foi muito bom, e foi legal ver ela em um ambiente totalmente diferente. A segunda coisa que me fez gostar deste filme foi a canção tema, Sunflower, que é muito fofa, a letra é encantadora e a melodia linda, eu fiquei apaixonada pela canção.

Então, vocês já assistiram ao filme? O que acharam? Ainda não assistiu, então aí está uma dica para curtir esse finzinho de férias escolares. Um filminho leve, que te fará dar algumas risadas. Se você for adolescente poderá se identificar, se já passou dessa fase irá voltar um pouquinho no tempo e relembrar daquele romancezinho da adolescência. Não deixem de conferir.
 


Acha que pode gostar de mim? Gostar de verdade, não pela minha aparência…

Título original: Sierra Burgess Is a Loser
Ano: 2018
Duração: 1h 45min
Direção: Ian Samuels


Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

2 comentários:

  1. Ah, eu amo um clichêzinho!
    Ainda não assisti, mas quero.
    Vi comentários positivos e negativos sobre, mas espero gostar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei tanto desse filme, por mais que seja bem bobinho ele é perfeito para aqueles dias que você só quer relaxar e não pensar muito enquanto assiste algo. Eu também gostei muito da música Sunflower e fiquei ouvindo por vários dias depois do filme. Apesar de tudo, eu ainda gostei bem mais de Para Todos os Garotos que eu Já Amei <3
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.