[LIVRO] A Sutil Arte de Ligar o F*oda-se, Mark Manson

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje trago para vocês um gênero que não é um dos meus favoritos, como já citei em outra resenha, mas que ás vezes eu gosto de conferir, ainda mais quando o livro é tão elogiado e recomendado. O livro de hoje foi um dos mais vendidos do ano passado; um livro de autoajuda diferente, que te faz refletir que é bom viver um momento ruim, se entregar a ele mesmo, para assim conseguir solucionar seus problemas. Vem conferir a resenha para mais detalhes.


Com este título acho que muita gente imagina que este livro irá te dizer para largar tudo, chutar o balde e nem se importar com nada, porém não é nada disso que Mark no mostra.

Mark nos faz refletir sobre como nos comparamos as pessoas, em como queremos ser melhores que elas, em como corremos em busca de coisas que na verdade nem queremos tanto assim. Coisas que queremos apenas para termos atenção, sermos elogiados, e nessa busca por algo que não precisamos, acabamos nos tornando triste, e não aproveitamos essa jornada que é a vida.
Uma delas foi a seguinte: a vida em si já é uma forma de sofrimento. Os ricos sofrem por serem ricos. Os pobres sofrem por serem pobres. Pessoas sem famílias sofrem por não terem família. Pessoas com famílias sofrem por causa da família.
F*da-se se aquele primo se formou na melhor universidade e ganha um salário de milhares de reais, hoje você conseguiu levantar da cama, e essa conquista é só sua. Se seu vizinho tem o melhor carro da rua, e você está lutando para conquistar sua habilitação, isso não importa, f*da-se. A primeira coisa ele nos leva a refletir é sobre como devemos ser honestos com nós mesmo, em como devemos reconhecer nossos limites, e só aí daremos valor a nossas conquistas. 

Outro ponto bem interessante no livro é que a vida é feita de problemas que precisam ser resolvidos, isso é felicidade. Se sua vida não tivesse nenhum problema, qual seria a graça? É resolvendo os problemas que aparece em nossa vida que aprendemos e que crescemos como seres humanos.
   

Entender que o mundo não gira ao seu redor também é uma peça chave, você não é tão especial assim, tem seus problemas, mas o universo não está numa conspiração contra você, todo mundo tem problemas e todo mundo tem que lidar com eles da melhor forma possível.

E a principal reflexão, vamos morrer, isso é um fato, ninguém aqui é eterno, então é muito importante não ficar esperando o momento certo para ser feliz, o momento que não haverá problemas, você terá muito dinheiro, um companheiro com uma família perfeita e nunca mais saberá o que é um dia ruim, isso nunca irá acontecer, problemas a serem solucionados sempre vão existir.
Ainda que exista valor em "ver o lado bom das coisas", a verdade é que às vezes a vida é uma droga mesmo, e a atitude mais saudável é admitir isso.
Mark possui uma escrita descontraída, divertida e com alguns palavrões, é quase uma conversa com aquele amigo mais próximo. Ele cita algumas histórias ao longo do livro, como a de Bukowski, Dave Mustaine e Pete Best. Também cita algumas de suas experiências de vida, e termina o livro com uma bela reflexão.

A diagramação do livro está imprecável, a capa é ótima, ainda mais por ser da minha cor favorita, as folhas são amareladas e a fonte possui um tamanho confortável para a leitura.
   

É claro que o livro não é uma receita que irá solucionar sua vida, ele apenas te faz refletir sobre ela. Achei que a forma como o autor enxerga a vida se assemelha muito a forma como eu enxergo, então é claro que amei o livro e super recomendo.

Se você ainda não leu nenhum livro do gênero, acredito que este seja uma ótima opção para começar e caso já leia, verá que esse é bem diferente. Enfim, não deixem de conferir.
   


The Subtle Art of Not Giving a Fuck 
Mark Manson
ISBN-13: 9788551002490
ISBN-10: 855100249X
Ano: 2017
Páginas: 224
Editora: Intrínseca

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.