[LIVRO] House of Earth and Blood (Crescent City #1), Sarah J. Maas

Olá pessoas, tudo bem?

Acho que o novo livro da Sarah J Mass era um dos meus mais aguardados de 2020. Pensa em um livro que eu devorei na primeira oportunidade, então foi isso o que aconteceu. Devo ressaltar logo no começo da resenha que, apesar de eu ter gostado de alguns aspectos, outro eu já não concordei. Está longe de ser um livro perfeito, mas foi uma boa experiência de leitura. 



Uma sinopse bem básica, o livro vai apresentar a personagem Bryce Quinlan, uma meia-humana/meia-féerica que trabalha durante o dia e festeja insanamente durante à noite. Bryce tem uma melhor amiga, a Danika, elas são inseparáveis e, juntas elas podem dominar o mundo. O grande porém é que Danika é brutamente assassinada junto de outras pessoas que fazem parte do seu circulo de amizade. Agora, após dois anos da morte de sua melhor amiga, Bryce é meio que obrigada a ajudar o famoso anjo caído, Hunt Athalar a desvendar o mistério desse assassinato. 

Bem, vamos lá então. Esse livro é o primeiro de uma trilogia de fantasia adulta da autora. Tem de tudo um pouco: metamorfos, anjos, demônios, féericos, lobisomens, vampiros. Ou seja, ela usou e abusou de vários elementos sobrenaturais para a criação de seu universo, que por sinal não desaponta. Não é um universo complexo, mas com o fluxo de informação, pode ficar um pouco fora de controle para memorizar tudo. 

A narração do livro é em terceira pessoa, hora acompanhando Bryce, hora acompanhando Hunt. Esse tipo de narração ajuda a entender bem os acontecimentos. Um grande problema que encontrei aqui foi a enrolação. Apesar da escrita da autora ser envolvente e prender a atenção do leitor, o tanto de informação desnecessária, perdida do meio das coisas que importam acabam por desmotivar a leitura. Ainda que seja um livro de 800 páginas, sendo que poderia facilmente eliminar umas 400 sem medo de estragar o plot. 
“Through love, all is possible.”
Outras coisas que eu não gostei aqui (assim como na leitura de Trono de Vidro), foram as repetições. Eu já sei que a personagem é linda, alta, magra, esbelta, peitos e bunda lindos, eu não preciso ficar lendo a informação mil vezes. O livro também é bem pesado na questão de slut shaming que acontece constantemente contra a protagonista, pode ou não ser um gatilho. 

Tem muitos personagens e fique atento para não perder nenhum, mas foram poucos os que torci e que me marcaram de alguma forma (Lehabah, Syrinx 4ever), Sabine e Jessiba, vocês podem morrer que nem ligo mais. 

Sobre o interesse romantico, todos sabemos quem é logo quando ele é apresentado, mas isso não tira a mágica da situação. Sinto muito, eu gostei da forma como tudo aconteceu. Ele pode ser durão, a sombra da morte e o caramba, mas o desenvolvimento amoroso me conquistou.

O livro é lento, demais! Demorou muitas páginas para realmente acontecer algo bom e uma reviravolta e depois disso, as últimas 100 páginas também é tiro atrás de tiro (literalmente). House of Earth and Blood é previsível em certos aspectos e bem clichê em outros. A protagonista passa por altos e baixos durante a história, mas isso não tira a sua vontade e sede de vingança. 
“That's the point of it, Bryce. Of life. To live, to love, knowing that it might all vanish tomorrow. It makes everything that much more precious.”
Foi uma leitura interessante, me deixou descabelada e grudada querendo saber tudo o que ia acontecer. O audiobook também está fenomenal. Fica o alerta para descrição do uso abusivo de drogas à fins recreativos, relatos de escravidão, uso de palavrão *vários fucks to give*, tem duas cenas mais picantes, mas nada muito absurdo. Também vai tratar de suicídio, depressão e luto.

Eu terminei o livro querendo mais, querendo ler de novo, mas conforme os dias foi passando minha vontade foi diminuindo. Um livro que eu terminei querendo dar cinco estrelas, hoje talvez daria três. Eu não li ACOTAR, então não sei dizer muito se são parecidos ou não. Eu sei dizer que SIM, tem semelhanças com Trono de Vidro, e não falo isso de forma negativa. 

Enfim, resenha gigante, mas acho que deu para ter uma noção do que se trata. O livro será lançado pela Galera Record no Brasil ainda em 2020, mas ainda não temos datas específicas. 


House of Earth and Blood
Crescent City # 1
Sarah J. Maas
ISBN-13: 9781408884409
ISBN-10: 1408884402
Ano: 2020
Páginas: 816
Editora: Bloomsbury

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.