16 de jun de 2014

Gênero Literário: Chick-Lit

Olá pessoas, tudo bem com vocês? 

Estamos começando mais uma semana e para começar bem irei explicar mais um gênero literário. Eu gosto muito do gênero Chick-Lit e acredito que a maioria dos livros que li encaixam-se aqui. 
Chick-lit engloba basicamente o universo feminino, são os livros de "mulherzinha". São romances leves, livros fofos e charmoso que agradam qualquer mulher. São livros que sempre tem uma mulher inteligente e independente. Tem uma linguagem simples, nada muito rebuscado. O objetivo principal aqui é divertir.
Esse gênero costuma vender bem, apesar de ainda estar em crescimento no Brasil, algumas editoras já dedicam selos diferenciados para esse gênero. 
Escolha uma escritora. Coloque uma mulher como protagonista de uma história. Insira um pouco de solteirice e insegurança no trabalho, tempere com decisões erradas, loucurinhas no shopping e apimente com um bonitão para ser conquistado. 

Esse tipo de livro tem capas bonitas e que chamam a atenção nas prateleiras das livrarias. São livros com capas cheias de charme.

E não é só isso, o gênero também conta com vários subgêneros. O blog Lost in chick-lit separou 12 subgêneros do chick-lit, que pra falar a verdade, nem eu mesma conhecia todos. Alguns deles são chamados “Mom Lit”, “Teen Chick Lit”, “Wedding Lit” e até “Bigger Girl Lit”. Se quiser conferir a lista completa e a definição de cada um, é só clicar aqui.
Existe vários livros para exemplificar melhor esse gênero, como por exemplo a série Os Diários de Carrie de Candace Bushnell. É um livro fofo! O livro conta a história da Carrie quando mais jovem, adolescente com seus 18 anos, conta as experiências do ensino médio e a decisão da faculdade. Ela se torna uma mulher independente, forte e dona do seu próprio destino. A capa é linda, tanto a americana quanto a brasileira e chama a atenção de qualquer mulher

Tem também os livros da Sophie Kinsella, ela entrou para a lista dos mais vendidos do Reino Unido em setembro de 2000, com o seu primeiro romance da série Becky Bloom. A heroína do livro, Becky Bloom - é uma jornalista financeira divertida, que adora fazer compras, mas é impossível com o dinheiro - conquistou os corações de leitores em todo o mundo e ela já se apresentou em novas aventuras.

Os delírios de consumo de Becky Bloom foi tão sucesso que virou filme em 2009, é um filme muito engraçado. Becky se mete em cada enrascada, é bom para boas risadas. 

A Thalita Rebouças também escreve livros desse gênero e só escuto elogios quando o assunto são seus livros. Na série "Fazendo meu filme", a autora conta a história de Fani que recebe a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. Mostra as expectativas e a dúvida de continuar ou não com a rotina. É um livro do gênero que agrada bastante as adolescentes/jovens, pois é nessa idade que as incertezas começam, ainda mais se tem uma grande oportunidade de viajar como essa. 
Tem muitos outras autoras famosinhas nesse gênero como as que estão indicadas abaixo 

Helen Fielding (Bridget Jones)

Meg Cabot (Diário de Princesa)

Cecily von Ziegesar (Gossip Girl).


Vocês gostam desse gênero? Como disse acima, eu particularmente gosto bastante, não acho que sejam livros vazios e sem conteúdo. Tem muita lição bacana nesses livros.
Tem algum preferido? Conta qual é ^^ 

Nenhum comentário:

Deixe um comentário ;)

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.