2 de jul de 2014

Como eu era antes de você, de Jojo Moyes

Olá pessoas, tudo bem com vocês? Hoje trago mais uma resenha, do lindíssimo "Como eu era antes de você", da Jojo Moyes.
Li muito rápido esse livro e ao acabar fiquei com a sensação de quero mais! Fiquei triste e chateada! Como assim, o livro acaba?? 

Eu tinha a intenção de ler um capítulo (para variar), mas o livro foi ficando cada vez mais emocionante e interessante que se eu não terminasse de ler ficaria ansiosa e não conseguiria dormir direito. Então foi assim que na terça-feira as 02h00 acabei de ler e assim, eu finalmente em paz. Com orgulho, satisfação e com a cabeça no pensamento de "missão cumprida".

Então chega de enrolação e continue comigo para saber o que achei do livro

Autora: Jojo Moyes
Ano: 2013
Páginas320
ISBN: 9788580573299
Adicione: Skoob
Compare e Compre: Buscapé
Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
Outras Capas
O livro conta sobre a vida de Will Traynor. Ele tem 35 anos, é um homem ativo, charmoso, pratica atividades físicas como bungee jump e de vez em quando escala o monte Kilimanjaro, coisa bem básica. Um certo dia Will sofre um acidente e fica tetraplégico. Ele vê sua vida cheia de vida desmoronar e deixa o mau humor tomar conta da sua vida. Ele já tentou se matar várias vezes, pelo simples motivo de não conseguir viver tendo o corpo paralisado, com apenas movimento limitado em uma das mãos e na cabeça.

Temos também Louisa Clark, ela tem 26 anos e não deseja muito da vida. Do jeito que a vida dela está no momento está ótimo. O emprego no café da cidade, morar com os pais essas coisas. Porém o mundo dela vira de ponta cabeça quando ela recebe a notícia que o café vai fechar e que ela vai ficar sem o emprego. Pronto, agora ela tem uma comidade a menos na sua vida. Desnorteada e sem saber muito o que fazer da vida, pois não possui qualificação alguma.

Ela decide ir até o centro de trabalho da cidade para ver se achar algo interessante e que seja viável devido suas qualificações. Após algumas tentativas sem sucesso, aparece a oportunidade de ser a cuidadora de um tetraplégico, com um salário acima da média do mercado e com duração de seis meses. Ela decide encarar mais essa entrevista, afinal pior do que está não fica, não é mesmo? 
No meio da sala havia uma cadeira de rodas preta, com assento e encosto forrados por pele de carneiro. Um homem solidamente forte, de jaleco sem gola, estava abaixado, arrumando os pés de outro no apoio da cadeira de rodas. Assim que entramos no quarto, o homem na cadeira olhou por baixo de uma cabeleira despenteada. Seus olhos encontraram os meus e, após uma pausa, ele soltou um gemido horripilante. Então, sua boca se retorceu e ele deixou sair outro grito fantasmagórico
Esse era seu pensamento até conhecer Will. Um cara carrancudo, arrogante, frio, mal humorado e que aparentemente adorava afastar as pessoas ao seu redor. Desde o acidente Will só teve contato com seu enfermeiro Nathan, que ajuda-o com os remédios, fisioterapias e higiene. Will foi desse jeito até conhecer Louisa, ele sempre forçava-a querer mais da vida. 

Apesar de todas as dificuldade que os dois enfrentam, eles viram grandes amigos, cúmplices e inseparáveis {mesmo que eles queiram matar um ao outro algumas vezes}! Criam um mundo só deles, eles se entendem e descobrem a si mesmos. Lou em seis meses se transforma em uma mulher adulta e madura, como jamais ela imaginara.

É um romance intenso, sensível, cheio de sentimentos e com fortes emoções! É lindo! As lágrimas caíam sem eu perceber. Como eu chorei lendo esse livro! Nossa! É realmente maravilhoso! A sensibilidade da autora ao retratar as sensações e os pensamentos de Will foi fenomenal. A complexidade dos personagens e o jeito que ela lida com as situações, parecia que tava acontecendo comigo, sabe? Definitivamente é um livro favorito! 
... contei a história de duas pessoas. Duas pessoas que não deviam se encontrar e que não gostaram muito um do outro quando se conheceram, mas que descobriram que eram as duas únicas pessoas no mundo que podiam se entender. Contei as aventuras que tiveram, os lugares onde foram e as coisas vistas que nunca esperaram ver. Conjurei para ele céus cheios de raios, mares iridescentes e noites repletas de risos e piadas bobas. Desenhei para ele um mundo, distante de uma área industrial suíça, um mundo onde ele ainda era, de algum modo, a pessoa que queria ser. Mostrei o mundo que ele tinha criado para mim, cheio de encantos e oportunidades. Deixei que soubesse que uma mágoa tinha se curado de um jeito que ele não podia imaginar, e que só por isso eu estaria para sempre em dívida com ele. Enquanto eu falava, sabia que aquelas poderiam ser as palavras mais importantes que diria e que precisavam ser as palavras certas, que não eram propaganda, uma tentativa de mudar o que ele pensava, mas que respeitavam a decisão dele.
Ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado coma possibilidade de morrer por causa de alguma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. Ninguém quer saber que às vezes me sinto claustrofóbico estando nesta cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim.
É isso. Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida muito mais do que esse dinheiro vai mudar a sua.
Não pense muito em mim. Não quero que você fique toda sentimental. Apenas viva bem. Apenas viva.
Com amor,
Will
Encontre o blog nas redes sociais
InstagramTwitterFacebook ❤ Skoob

8 comentários:

  1. Oi
    Gostei da resenha esse livro parece ser bonito, tenho vontade de ler esse.
    Estou seguindo seu blog.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é lindo, muito bonito mesmo! E a leitura foi tão rápida, um livro fácil de ler.

      Excluir
  2. Olá.
    Eu já havia ouvido falar desse livro e acho que ele parece ser bem intenso. Pretendo lê-lo assim que possível! *-* Beijos <3

    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente muito intenso, um lição para qualquer pessoa! Leia sim, não vai se arrepender!

      Excluir
  3. Já tinha ouvido falar mil vezes do livro, mas nunca lido uma resenha, gostei MUITO *-* , acho que eu também iria chorar rs, está na lista dos "quero ler" ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também ouvia falar muito bem desse livro, então resolvi dar uma oportunidade! Gostei bastante! Recomodadíssimo! ;)

      Excluir
  4. Já li Como eu era antes de você, e se tornou um dos meus preferidos, eu AMEI !
    Nossa, nunca me emocionei/chorei tanto com um livro quanto Como eu era antes de você, eu adorei o Will e a Louis, tbm fiquei com um gostinho de quero mais, e quando estava terminando fiquei com vontade de ler tudo de novo...
    Apesar dos acontecimentos com o meu lindo, fofo, sarcástico e mal humorado Will...
    Esse livro é PERFEITO! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato de Will ser revoltado é que dá o gostinho hahaha
      É bem legal ver ele se tornando uma pessoa melhor por causa de Louise

      Excluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.