14 de jan de 2015

Azul da cor do mar, Marina Carvalho

Yaaaay, mais uma autora nacional resenhada por mim aqui no blog! Estou muito feliz, pois nesse ano de 2015 uma das minhas metas era ler mais autores nacionais e comecei o ano bem. Bora conferir a resenha ;)


Título: Azul da Cor do Mar
Autora: Marina Carvalho
ISBN: 9788581633732
Ano: 2014
Páginas: 334
Editora: Novas Páginas
Adicione: Skoob
Compare e compre: Buscapé
NOTA: 3/5
Acaso, destino ou loucura? No caso de Rafaela, pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível.
Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A ideia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida. Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando da Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do mundo.
Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços –, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego. Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.
Rafaela viveu uma infância bem feliz passando as férias de verão em Iriri, e foi em uma dessas férias que ela conheceu, apenas de vista, os mais belos olhos azuis já vistos. O dono desses olhos era um garoto que aparentava uns 14 anos e usava uma mochila xadrez. Desde então, Rafaela fica fissurada por esse menino e pelo mistério que o cerca. 
Foi nesse momento que seus olhos se ergueram e pararam nos meus. Eram azuis. Lindos. (...) Quando dei por mim, estava obcecada pela figura do misterioso garoto da mochila xadrez.
Rafaela, passou a escrever todos os dias sobre o menino misterioso, ela nunca o esqueceu. Assim ela descobriu a paixão pela escrita e pelos mistérios. Anos se passam e ela sempre mantém o diário secreto sobre o menino, e também dessa forma ela cria toda uma fantasia como ele é ou como poderia ser, exatamente por isso ela nunca consegue de apaixonar ou se entregar totalmente à alguém. 

Ela é aluna de jornalismo se inscreve a uma vaga de estágio do jornal Folha de Minas. Ela acaba conseguindo a vaga e está toda feliz achando que vai ser a melhor coisa da sua vida, mas o que ela não podia esperar era que seu companheiro de edição fosse alguém egoísta, mal humorado, arrogante - e lindíssimo - também dono dos mais belos olhos azuis. A partir daí, a antipatia entre dois cresce cada vez mais e para ajudar Rafaela sempre se mete em encrenca, seja editando textos sem autorização ou apenas sendo estabanada.
Senti o sangue ferver - na verdade, borbulhar - dentro das veias. Agora mais essa. Cria de Satanás era um elogio para Bernardo. Ele era o próprio Satã, camuflado com uma linda pele de cordeiro.
É óbvio que não estou apaixonada por ele. Isso é impossivel; nem que ele fosse o último representante masculino da face da Terra

O QUE EU ACHEI:  O livro é bem leve e tem um enredo bem fofo, próprio para ler no verão, pois a leitura é fácil e rápida. Entretanto, achei o livro repetitivo e cansativo em algumas partes. A Rafaela irrita com essa obsessão pelo garoto da mochila xadrez, por isso no momento em que ela esquece o rapaz é um alívio e tanto.

A narrativa da autora é bem bacana, os personagens são até que bem estruturados. Rafaela possui uma personalidade forte e com uma presença bem marcante e divertida, Bernardo é encantador, provocante  e indecifrável, ao longo do livro você consegue perceber quem ele realmente é. Os personagens secundários tem uma presença até que bacana, as amigas da Rafaela, os irmãos (que moram com ela), Marcelo (que acho que deveria ter ficado com uma das amigas da Rafa)

O que eu achei mais legal, foi que em cada começo de capítulo há trechos do manul de redação da Folha de São Paulo, os textos são bem produzidos, comoventes e são voltados ao garoto da mochila xadrez. Ah! Adorei o fato da Rafa usar o toque de seu celular a música tema de "O Fantasma da Ópera", um toque de classe e de que ela é alguém divertida. 


Eu gostei do livro, mas não fiquei apaixonada. Desde o começo achei o livro previsível e apesar de ter gostado muito dos personagens não achei que a estória tenha me cativado tanto. O livro é um bom chick-lit e não deixa de ser clichê, mas ainda assim, vale a leitura. A autora escreve muito bem e tem personagens bem sólidos, para quem gosta do gênero recomendo. 

Esse post faz parte do desafio I DARE YOU, para acompanhar a lista completa das leituras só clicar aqui
Encontre o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Tumblr ♦ Skoob ♦ Google+

16 comentários:

  1. Olá!
    Adorei a resenha!
    Estou tendo um problema com chick -lits ultimamente... sinto falta de algo a mais nas histórias...
    Bjos, Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns livros são tão parecidos que parece sempre faltar um algo a mais. Eu ainda vou descobrir o melhor chick-lit da minha vida haha

      Excluir
  2. Não sabia que era chick-lit, imaginava que fosse um romance...bjo.
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um romancezinho bem leve, mas é puxado para o chick-lit pois trás uma personagem mulher forte e independente como principal.

      Excluir
  3. Mas olha, eu gostei apesar do clichê, e de alguma coisa ser um pouco óbvia rs
    Mas estou querendo dar uma chance para as nacionais tbm e pelos trechos ela tem uma escrita leve e boa, assim como a Carina Rissi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro leve, para ler de forma despretensiosa e em uma sentada só.

      Excluir
  4. Oi,Rosana ><
    Além de achar bem clichê a historia,eu até que gostei,mas não leria tão cedo,tenho MUITOS livros na minha lista!
    Mas,não dispensaria não.....
    Beijos da Brubs

    Cantinho da Bruna
    @cantinhodabruna





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloque na sua lista então, nem que for lá no final haha

      Excluir
  5. Ah, não acho que este seria um livro que me interessaria =( acredito que eu tenha esgotado minha cota de livros fofos e fáceis de acompanhar hahahah mas adorei sua resenha, muito bem escrita!
    Estou seguindo o blog, ganhou uma leitora <3

    Se estiver sem nada para fazer e interessada em uma boa leitura, recomendo a web Caso 54 - Tales que estou postando em meu blog. Ontem saiu o segundo post! Corre lá dar uma olhada no primeiro e no segundo! http://lonelyfireflies.blogspot.com.br/2015/01/web-caso-54-tales-capitulo-1-parte-2.html#.VLe8BckYHSA
    Beijos
    Vitoria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Vitória ^^
      Gosto de ler livros assim quando minha cota de livros sérios está cheia, ou pelo menos começa o ano com algo mais tranquilo. Acredito que foi um bom começo ^^

      Excluir
  6. Não conhecia muito o livro e sobre o que contava, mas achei super legal o enredo!
    Por ter esse estilo fofo acho que ia me agradar muito!
    Adorei a resenha!

    Beijos
    EmyLu- Louquinha por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem estilo fofo mesmo, quando puder leia ^^

      Excluir
  7. Adoro as histórias que são clichês!!!

    Já estava na minha lista para livros a ser lidos, agora mais ainda!

    Beijinhos

    http://resenharia.azurewebsites.net/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Rosana!
    Já faz tempo que quero ler esse livro; falou em clichês, tá aí algo que eu amo <3 rs
    A premissa é bem básica e deve ser mesmo irritante acompanhar a obsessão da protagonista pelo tal garoto - provavelmente vou me irritar muito com isso quando for ler, aliás -, mas acho que depois o Bernardo ganha um foco e tanto, hein?
    Li Ela é Uma Fera, da mesma autora, ainda no mês passado, e curti, apesar de não ter me ganhado tanto. Simplesmente Ana ainda continua sendo o melhor da Marina até agora, para mim.
    Espero poder fazer a leitura desse ainda esse ano. Ótima resenha, inclusive!

    Beijos,
    Sâmmy
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ouvi falar muito bem de Simplesmente Ana e despertou bastante minha curiosidade, o preço do livro não é caro não. A autora escreve bem, acho que vou gostar dos outros livros dela.

      Excluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.