6 de fev de 2015

Ratos, Gordon Reece

Oi pessoal,
Eu sou a Amanda e essa é minha primeira resenha no blog, o livro escolhido para a resenha marcou bastante o começo do meu ano de leitura e vocês já vão saber o motivo.


Título Original: Mice
Título: Ratos
Autor(a): Gordon Reece
ISBN: 9788580570700
Ano: 2010
Páginas: 238
Editora: Intrínseca
Nota: 5/5
Skoob

Shelley e a mãe foram maltratadas a vida inteira. Elas têm consciência disso, mas não sabem de que forma reagir - são como ratos, estão sempre entocadas e coagidas. Vítima de um longo período de bullying que culminou em um violento atentado, Shelley não frequenta mais a escola. Esteve perto da morte, e as cicatrizes em seu rosto a lembram disso. Ainda se refazendo do ataque e se recuperando do humilhante divórcio dos pais, ela e a mãe se refugiam em um chalé afastado da cidade.
Confiantes de que o pesadelo acabou, elas enfim sentem-se confortáveis, entre livros, instrumentos musicais e canecas de chocolate quente junto à lareira. Na noite em que Shelley completa dezesseis anos, porém, um estranho interrompe a tranquilidade das duas, e um sentimento é despertado na menina. o que acontece m seguida instaura o caos em tudo que pensam e sentem em relação a elas mesmas e ao mundo que sempre as castigou.
Até mesmo os ratos têm um limite.

A premissa do livro é interessante e deixa a gente pensando em várias coisas que podem acontecer ao longo da narrativa, eu mesma pensei em várias alternativas, mas o livro me surpreendeu de uma forma inimaginável. Temos duas personagens que são frágeis e muito tranquilas, mas que são atingidas pelas situações mais adversas da vida e mesmo assim ficam inabaladas, pelo menos tentam passar essa sensação.
Minha mãe e eu vivíamos em um chalé a cerca de meia hora da cidade.
Não foi fácil encontrar uma casa que satisfizesse todas as nossas exigências: no campo, sem vizinhos, com três quartos, jardins na frente e nos fundos. Um imóvel que fosse antigo (precisava ter "personalidade"), mas ao mesmo tempo confortável - um sistema de aquecimento moderno era essencial, pois detestávamos sentir frio. Precisava ser silencioso. Precisava oferecer privacidade. Afinal, éramos ratos. Não procurávamos um lar. Procurávamos um lugar onde pudéssemos nos esconder pág 7
A maior parte da história acompanhamos a rotina de duas mulheres tentando apenas sobreviver segundo sua rotina, mas a partir da noite do assalto as coisas mudam e a rotina delas é virada de cabeça para baixo; a todo momento acompanhamos Shelley e seus medos que a atormentam a todo momento desde a fatídica noite. Enquanto lia o livro eu tentava me colocar na posição dela na situação descrita no livro, é realmente muito complicado se colocar numa posição dessa, por um lado existe o senso de auto-defesa, mas por outro lado o senso de humanidade que te faz pensar até que ponto você faria algo para se proteger e começa a questionar se foi realmente auto-defesa.
[...] Quando um gato invade a toca de um rato, ele não vai embora sem fazer mal nenhum. Eu sabia como aquela história terminaria. [...] pág 61
A escrita do autor é fluída e envolvente, ele não poupa detalhes e mesmo assim não é uma leitura cansativa, cheio de detalhes inúteis, cada coisa que o autor escreve deixa o texto ainda melhor. Os pensamentos que Shelley tem ao longo do livro nos faz ter um misto de pena e receio quanto a personagem, além de tudo que ela já passou na vida, agora ela tem que aprender a lidar com seus medos e enfrentar uma nova realidade que sua vida se tornou. Ela tem altos e baixos de maturidade, como sua mãe a protege bastante, as vezes para ela é difícil tomar certas decisões sem a mãe, mas Shelley acaba tendo que crescer em certos aspectos e tomando as rédeas de sua própria vida, dando um basta em sua existência como um rato.
[...] Eu sabia que aquelas palavras haviam saído da minha boca, mas o sentimento era tão pouco familiar aos meus ouvidos que era quase como se outra pessoa houvesse dito. Não era um rato falando; eu não me esquivaria pelos cantos à procura de um lugar seguro onde me esconder, eu não ficaria completamente parada, esperando não ser vista. Eu me sentia mais forte, mais confiante, mais capaz do que nunca. A via é brutal. A vida é selvagem. A vida é uma guerra. Eu compreendia isso agora. Eu aceitava isso. E eu disse: podem vir. Eu já não seria vítima de ninguém. Nunca mais. [...] pág 237
É uma história emocionante e bem amarrada, o final é bom e sincero, por ser um livro muito direto as vezes podemos estranhar um pouco, especialmente quem não está acostumado a ler esse tipo de livro, mas é uma obra seca e muito interessante, vale a pena ler e refletir, até mesmo tentar se colocar numa posição dessas, embora seja difícil saber como seria nossa reação na situação mostrada no livro da pra ter uma vaga ideia de quais caminhos tomaríamos.

Aproveitem a leitura e até a próxima resenha!!
Acompanhe o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Google+ ♦ Filmow

11 comentários:

  1. Oi, querida! Já chegou arrasando, hein? HAHAHA. Adorei a resenha e me interessei pelo livro, beijos

    http://www.livrologias.com/

    ResponderExcluir
  2. As vezes vejo esse livro em promoção, mas fico em dúvida em comprar ou não, depois dessa resenha com certeza irei dar uma chance a ele. Achei bastante interessante toda a história e tendo esse lado mais direto e reflexivo, chamou bastante atenção.

    Beijos!
    livrosdawis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comprei ele numa promoção e não me arrependi em nada, ele vale muito a pena!!!
      Beijão xX

      Excluir
  3. Seja bem-vinda Amanda! Quando vi em promoção também fiquei receosa, mas pela resenha acho que estou perdendo tempo. hahahaha
    Beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigada Juliana *-*
      kkkkkk não perca mais esse livro é muito bom e merece ser lido!!!
      Beijão xX

      Excluir
  4. Bem-vinda Amanda!
    Logo de cara já gostei bastante da capa e da editora! Reparo muito nos detalhes, e esse livro parece ser muito bom! Pera, R$3,51 esse livro? Tá de brincadeira? Não pode ser!

    Acabei de entrar no site, e me parece que não tem mais não! Mas claro, olha o preço! :\ uma pena, não deu tempo de comprar!

    ResponderExcluir
  5. Ahhhhhhh já quero este livro para mimmmmm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei ele na Amazon BR por 15,98... foi o lugar mais barato que eu vi fora na Submarino que esgotou :x

      Excluir
  6. Não faz muito meu gosto esse estilo de livro, maaas parece ser bem tocante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia,
      É realmente um livro intenso, e como você disse, pode não fazer o gosto de muitas pessoas kkk
      Beijos

      Excluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.