21 de set de 2015

Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins

Olá pessoal, tudo bem?

Imagine-se sendo obrigado(a) a ir morar em outro país, especificamente na França, de uma hora para outra, sem aviso prévio e lá conhecer o melhor amigo que alguém poderia ter e por um deslize se apaixonar por ele. Esse é o enredo da história de hoje, um romance super fofo e bem humorado, com personagens espirituosos que vão mexer com seu coração. Confiram! 

Título Original: Anna and the French Kiss
Título: Anna e o Beijo Francês
Autor(a): Stephanie Perkins
ISNB: 9788563219329
Ano: 2011
Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
Nota: 5/5
Adicione: Skoob
Compre: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino
Anna Oliphant não está entusiasmada com a ideia de se mudar para Paris, já que seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Anna prefere ficar em Atlanta, onde tem um bom emprego, uma melhor amiga fiel e um namoro prestes a acontecer. Mas, ao chegar a Paris, Anna conhece Etiénne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito. Só que Etiénne, além de tudo, tem uma namorada... Anna e Etiénne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente  não estão destinadas a acontecer?
Anna Oliphant é uma adolescente de 17 anos, vive em Atlanta nos Estados Unidos com sua mãe e seu irmãozinho Sean. Têm uma incrível amiga, a Bridgette, e um ótimo emprego no multiplex Royal Midtown 14, onde trabalha ao lado de Toph, um garoto que ela é super afim e que ela espera que ele seja seu futuro namorado. O mundo de Anna é perfeito, ou pelo menos era. De uma hora para outra, seu pai, um famoso escritor de romances dramáticos  à la Nicholas Sparks, decidi que Anna irá estudar em Paris, na França. Anna fica irritada, como assim? E sua amiga? E seu "futuro namorado"? E sua mãe? E seu irmão? Como assim ela vai para o outro lado do oceano sozinha? Ela nem sabe falar francês!!! Anna reclamou muito, tentou de tudo, mas não teve jeito, ela foi para Paris. Agora Anna terá que terminar seu ensino médio na SOAP (School Of America In Paris).
"Quem manda os filhos para um internato? É tão Hogwarts. Só que no meu não tem feiticeiros bonitinhos, balinhas mágicas ou aulas de voo."
Ao ser deixada no seu quarto no colégio, Anna se debulha em lágrimas. Seu choro chama a atenção de Meredith, sua vizinha de quarto. Meredith vai então fazer companhia a Anna, ela já tem experiência no quesito "ser deixada sozinha", e assim Anna já não se sente tão sozinha, agora ela já tem uma amiga.
"Eu o sinto chegar, mas não consigo evitar. Pânico. Eles me deixaram. Meus pais realmente me deixaram! Na França!"
No dia seguinte Anna vai tomar café, ela não tem nem ideia de como vai fazer para pedir a comida ela não fala francês. O destino então dá uma ajudinha, ela esbarra em Étienne St. Clair, um amigo de Meredith, conhece também o casal Rashimi e Josh. Eles ajudam Anna a se habituar a nova vida.

Agora Anna tem ótimos amigos, ela começa a se adaptar a escola e ao país. Com o passar do tempo ela vai conhecendo melhor seus amigos, descobre que Meredith é caidinha por Étienne e que ele tem uma namorada, a Ellie, que se formou um ano antes de Anna chegar, e que o relacionamento deles não é um mar de rosas.

Anna se aproxima de Étienne, conhece sua história, o porque dele estar no colégio, descobre que ele é um pouco inglês, um pouco francês e um pouco americano que mistura. Anna e Étienne se tornam melhores amigos. Étienne a leva para conhecer as maravilhas que existem na "Cidade Luz".

Com o passar do tempo Anna começa a se sentir atraída por Étienne. Ela não entende bem este sentimento, como ela deve agir? Será que ela está apaixonada por Étienne? E se estiver, o que ela pode fazer? Étienne é comprometido, e mesmo que não fosse, ainda tem Meredith, que a tempos espera por uma chance. Há também o Toph, será que ele ainda está esperando por ela ou será que o que acontecia com eles não passava de uma paquera? Mesmo ela mantendo contato com ele por email e telefone, ela não sabia o que realmente rolava entre os dois.
"Então, o que eu peço? Algo que não tenho certeza de que quero? Alguém que não tenho certeza de que preciso? Ou alguém que sei que não posso ter?"
Bem esta era sua preocupação até o feriado de Natal. Depois de tanto tempo fora ela só queria abraçar sua mãe e seu irmão, conversar e matar a saudade de sua melhor amiga Bridgette e entender o que rolava entre ela e Toph. Anna só não sabia a decepção que seria essa viagem. Anna volta para França sem amiga e sem namorado, mas ela tinha alguém que a esperava, ela só não estava tão triste porque ela sabia que Étienne, mesmo sendo só seu amigo, a esperava, esta era sua consolação.
"É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar?"
Anna então reprime o que sente por Étienne. Ela tenta entender que toda a atenção que recebe dele é por amizade, que ele só cuida dela porque ele é um bom amigo. Mas até quando? Será que Anna conseguirá resistir a todos os encantos de Étienne? E se ele também estiver apaixonado por ela?
"O que posso fazer? Estou apaixonada pelo meu melhor amigo."
Anna e o beijo francês é um livro romântico, bem água com açúcar, narrado em primeira pessoa por Anna. Uma história leve, super fofa e apaixonante. Stephanie Perkins desenvolveu muito bem a história, a narrativa é perfeita, a descrição dos cenários são impecáveis, me senti em Paris. A narrativa também garante boas risadas.  Os personagens são bem descritos e todos são importantes em algum momento na narrativa. E o que dizer de Étienne St. Clair? Quero ele para mim!!! Ele é perfeito, apaixonante. Já Anna é tão ingênua, em alguns momentos dá vontade de entrar na história e mostrar para Anna o que está bem debaixo do nariz dela e ela não enxerga. Se bem que Étienne também me irritou em alguns momentos.


O livro é a obra de estreia da autora. É o primeiro de uma trilogia que não é bem uma trilogia...rs... sendo o segundo Lola e o Garoto da Casa ao Lado e o terceiro Isla e o Final Feliz, ambos já lançados no Brasil.

Bem para quem é um romântico incurável assim com eu! ou está apenas procurando um romance leve e fofo o livro está super recomendado.


Acompanhe o blog nas redes
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Google+

4 comentários:

  1. Esse livro é ótimo, li há um tempo e adorei. Romance super levinho, do jeito que gosto :))
    Beijão!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim.... Um livro super fofo!!! Também amo livros assim.... =D
      Abraço!

      Excluir
  2. Olá, tudo bem?
    Confesso que não curto muito esses romances mais leves. Já fui curado do romantismo. haha
    Porém, como a sua resenha ficou muito boa, talvez eu dê uma chance ao livro futuramente.
    Boa dica.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado da minha resenha! =D Dê uma chance ao livro, mesmo você não gostando muito deste tipo de romance, quando tiver um tempinho, sem nada para ler, leia, quem sabe este você gosta! =D
      Abraço!

      Excluir

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.