11 de jan de 2016

Peter Pan Tem Que Morrer - John Verdon

Olá pessoal, tudo bem?

E então como passaram as festas de fim de ano? Espero que tenham aproveitado. Para iniciar o ano trouxe hoje a resenha do primeiro livro que finalizei este ano, um thriller de suspense policial do consagrado autor do gênero John Verdon. Confiram!


Título Original: Peter Pan Must Die
Título: Peter Pan Tem Que Morrer
Autor(a): John Verdon
ISBN: 9788580414387
Ano: 2015
Páginas: 400
Editora: Arqueiro
Nota: 3/5
Adicione: Skoob
Compre: Amazon | Americanas | Saraiva | Submarino
No mais tortuoso romance policial escrito por John Verdon, o especialista em mistérios David Gurney dedica sua mente brilhante à análise de um assassinato terrível que não pode ter sido cometido da forma como os investigadores responsáveis pelo caso afirmam que foi. Detetive aposentado do Departamento de Polícia de Nova York, ele precisa cumprir uma espinhosa tarefa: determinar a culpa ou a inocência de uma mulher condenada pela morte do próprio marido. Ao descascar as diversas camadas do caso, Dave logo se vê travando uma perigosa guerra de inteligência contra um investigador corrupto, um cordial e desconcertante chefe da máfia, uma jovem linda e sedutora e um assassino bizarro que tem a altura e os traços de uma criança - aparência que lhe rendeu o apelido de Peter Pan. A uma velocidade assombrosa, reviravoltas assustadoras começam a ocorrer e Dave é sugado com força cada vez maior para dentro de um dos casos mais sombrios de sua carreira.

Desde sua aposentadoria, o detetive Dave Gurney vive uma vida tranquila com sua esposa Madeleine no interior de Nova York, tranquilidade essa que logo é interrompida por um telefonema de seu ex-colega de trabalho Jack Hardwick.

Hardwick pede auxílio a Gurney para investigar o assassinato de Carl Spalter. O julgamento do caso sentenciou a ex-mulher de Spalter, Kay Spalter, como culpada do crime. Hardwick acredita que Kay é inocente, que quem realmente cometeu o crime armou para que Kay fosse presa.

Assim que Gurney começa a investigação ele encontra sérias irregularidades, uma série de fatos que foram deixados de lado. Descobre várias pessoas que teriam motivos para acabar com a vida de Spalter, pessoas que deveriam ter sido consideradas suspeitas no caso. Entre esses suspeitos estão o irmão e a filha de Spalter.
"Há uma coisa interessante com os olhos, pensou Gurney. Eles contêm e refletem, mesmo com o esforço de esconder, o resumo emocional de tudo o que já viram."
Conforme Gurney vai adentrando na investigação do caso muitas revelações são apresentadas e muitas hipóteses são formuladas. Gurney descobre novos assassinatos relacionados ao caso.

Gurney acaba chegando a um suspeito inusitado, um assassino profissional com aparência de criança apelidado de Peter Pan. O desafio de Gurney é descobrir quem contratou Peter Pan e o porque ele ainda continua matando.
"- Esse caminho me parece escorregadio, pessoal. Leva à responsabilidade zero, não é? Primeiro era "Satã me levou a fazer isso?". Depois foi "Minha infância com privações me levou a fazer isso." Agora temos esta novidade: "Meu tumor me obrigou a fazer isso." Quando essas desculpas vão parar?"
Gurney se vê de frente com o perigo, ele terá de ser rápido, antes que Peter Pan o encontre. Além disto Gurney terá de lutar contra uma triste tragédia que assombra seu passado.
"Aqui vai: suponha que você tenha que escolher. Você preferiria ser um assassino... Ou a vítima?"
Peter Pan Tem Que Morrer é o primeiro livro que leio de John Verdon, embora este seja o quarto livro da série do personagem Dave Gurney. O livro é narrado em terceira pessoa, sendo um thriller de suspense policial.

Embora goste deste gênero não gostei tanto da leitura, o início e o fim são bons, mas o desenrolar da história é arrastado e lento, por diversas vezes deixei o livro de lado. Há muitas cenas desnecessárias, que só deixaram a leitura cansativa.


No entanto o livro não têm apenas pontos negativos, há também pontos positivos, como por exemplo a solução do caso, foi inesperada e genial.

As cenas de suspense embora poucas também são muito bem escritas e nos deixam com aquela vontade de descobrir logo a solução do crime.

O personagem Peter Pan criado por John Verdon é extraordinário, as motivações de Peter Pan, a história de seu passado, tudo foi criado de uma forma primorosa.


A diagramação do livro está muito boa, a fonte possui um tamanho confortável para a leitura. Percebi alguns erros de concordância e algumas palavras escritas erradas, mas nada que prejudique o entendimento da história.

Se você gosta do gênero vai gostar da obra, embora eu acredite que ela não se tornará sua favorita, para quem não gosta muito do gênero acredito que a leitura não será tão prazerosa, mas recomendo a obra, pois embora o desenrolar da história seja um pouco maçante, o fim é ótimo.


Nenhum comentário:

Deixe um comentário ;)

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.