9 de set de 2016

A Cor da Coragem - Julian Kulski

Oi pessoal,

A resenha de hoje era para ter saído no mês passado, mas com toda a coisa de Olimpíadas e os Correios sendo um ótimo serviço, ele só chegou em minhas mãos esse mês, mas tudo bem né, antes tarde do que nunca.



"Afinal, o que fica para um homem, além da sua honra… e da coragem de viver por ela?" Julian Kulski Em 1º de setembro de 1939, a Alemanha invade a Polônia. É o início da Segunda Guerra Mundial. Em poucos dias, Varsóvia se rende aos alemães, soldados poloneses depõem suas armas, a cidade já é um amontoado de escombros. Julian Kulski é um menino polonês de apenas 10 anos de idade. Filho do vice-prefeito de Varsóvia, escoteiro ousado e entusiástico, ele tem a firme convicção de que deverá lutar contra o Invasor. A cor da coragem é o diário de Julian Kulski, a história de seu amadurecimento durante os cinco anos da brutal ocupação alemã.
Diferentemente do diário de Anne Frank, narrado a partir da sua clausura no esconderijo de um prédio em Amsterdã, o de Julian Kulski se passa nas ruas de Varsóvia, no front, no combate cara a cara com o inimigo, no infame Gueto onde se encontram seres humanos famintos, desesperados e doentes à mercê de todo tipo de tortura, do enforcamento, do fuzilamento, da câmara de gás... "Este diário, escrito com o coração e pela mão de um adolescente, nos proporciona uma visão única e comovente da Segunda Guerra Mundial". Lech Walesa, Prêmio Nobel da Paz

Eu adoro muito saber mais sobre a 2ª Guerra Mundial, é um tema que sempre me interessou na época da escola, e ainda hoje me interessa muito, já li e vi alguns filmes sobre o tema, mas é sempre bom continuar lendo para saber mais sobre um assunto que interessa, e quando vi que a Editora Valentina ia lançar esse livro, sabia que ia querer lê-lo. Nesse livro, somos apresentado a uma outra visão da guerra, a de um polonês cristão que viu seus amigos judeus serem massacrados, e seus compatriotas também, e lutou contra o inimigo para reconquistar a liberdade de seu país.
"Os alemães tornaram a baixar sentença de morte contra quem ajudar os judeus a fugir ou der assistência aos que já conseguiram. Toda pessoa decente deve encarar tais ameaças com repulsa! Dar assistência a nossos irmãos, salvar nossos semelhantes de extermínio é uma responsabilidade maior que a morte. É dever de honra de todo polonês ajudar todas as vítimas da opressão alemã." pág 183
Nesse livro, que é em forma de diário dos anos de guerra, o autor nos conta como foi passar pelos 6 anos de invasão alemã na Polônia. O livro começa quando ele tem 10 anos, e ao longo de toda a história vamos perceber todas as mudanças ocorridas na personalidade dele, com uma vida confortável, as mudanças bruscas tornam esse inocente garoto em um guerreiro corajoso que enfrenta frio, fome e tortura, para ter novamente sua liberdade. Ele narra com detalhes todas as atrocidades cometidas pelos alemães contra os judeus poloneses e os cristãos que resistiam como pudiam, e ajudavam os judeus da melhor forma que a situação permitia.
"Os alemães não conseguiram nos desumanizar o bastante a ponto de ficarmos insensíveis ao sofrimento." pág 358
É um livro muito intenso e chocante, além de relatos detalhados, temos ainda fotos que mostram os absurdos pelos quais essas pessoas passaram. Ao longo de todo o livro vamos fazendo parte de tudo aquilo de forma muito real, compartilhando do desespero das pessoas, medos, revolta e sofrimento. A todo momento eram tão chocantes as coisas relatadas que eu mal conseguia acreditar que: 1- seres humanos podiam aguentar tamanho sofrimento e 2- seres humanos podiam infligir tanta dor e realizar tantas barbaridades contra outros seres humanos.


A leitura desse livro é relativamente rápida, pois as entradas do diário são curtas em sua maioria, porém conforme a guerra continua e as barbaridades aumentam, a leitura precisa de uma pausa, para que o leitor respire um pouco, pois é uma leitura rápida mas muito intensa e crua. É um livro maravilhoso, muito bem escrito, porém sua história é triste e mexe muito com o leitor, e a grande mensagem que o autor nos deixa é que não podemos nunca abrir mão de nossa liberdade, devemos nos agarrar a ela e lutar custe o que custar.
"A Cor da Coragem destina-se a todos - mas especialmente aos jovens, que estão amadurecendo e e busca do significado da vida e de forças para se posicionar pelo que é bom e importante. Kulski nos lembra que a liberdade e a dignidade humanas transcendem raça, religião e idade, e que nossa vigilância não pode jamais esmorecer." pág 15





Título Original: The Color of Courage
Título: A Cor da Coragem
Autor(a): Julian Kulski
ISBN: 9788565859721
Ano: 2016
Páginas: 416
Editora: Valentina
Nota: 5/5
Adicione: Skoob | Goodreads

Não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais! 

Nenhum comentário:

Deixe um comentário ;)

© Tudo que Motiva - 2014. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.