[LIVRO] O Melhor Que Podíamos Fazer, Thi Bui

Olá pessoas, tudo bem?

Era para ter feito a resenha dessa graphic novel há tempo, mas acabei me enrolando e só saiu agora. Essa hq é autobiográfica e vai contar a história dessa família que saiu do Vietnã em plena guerra, em busca de uma vida melhor.


A hq é baseada nas memórias da autora que fugiu do Vietnam para os Estados Unidos no final nos anos 70, junto com sua família, e que passaram por várias situações nada agradáveis. A ideia essa hq começou por volta dos anos 2000 e foi publicada apenas em 2016. 

A família da autora são imigrantes nos Estados Unidos, decisão essa que a família tomou quando ela ainda era pequena, em busca de uma vida melhor na América. Foi muito difícil no começo, porque não apenas era outra cultura, outros valores, mas também outro idioma, eles não conheciam ninguém. 


Por experiência própria, é muito difícil você sair de um lugar em que você já conhece todo mundo e ir para algo totalmente novo, em busca do desconhecido, sem ter a menor ideia de como vai ser. É claro que não to comparando à situação da autora, mas a ideia do desconhecido é amedrontador para qualquer pessoa. 

A HQ começa com a Thi Bui na sala de parto do filho, e seu esposo e mãe estão lá. Porém a mãe começa a se afastar e ela começa a se pergutnar o por quê disso. Ao passo que a autora tenta ajustar sua vida como mãe de primeira viagem, ela descobre o que é ser mãe e os sacrificios que você faz para os filhos. 


Aos poucos a autora vai nos levar à uma viagem pelas suas origens, por todos os perrengues que a mãe passou com o nascimento dos filhos. A autora ainda retrocede um pouco e mostra como os pais se conheceram, e eventualmente os problemas que eles passaram. 

"O Melhor Que Podíamos Fazer" é de uma sensabilidade incrível e emocionante e te faz exercer a empatia. É inspirador e atual, mesmo que tenha acontecido há tanto tempo, a questão dos imigrantes ainda é pertinente e importante ser discutida. 


Essa é uma daquelas hq para você ler, reler e se emocionar a cada situação apresentada e à cada problema dos membros dessa família. A história da autora é apenas uma entre milhares que existe pelo mundo afora e tenho certeza que não será a última.

É uma hq para te ajudar a tirar os olhos do próprio umbigo e começar a enxergar o que acontece ao seu redor, sabe?! É uma história de luta, dor e sofrimento, mas que de alguma forma teve um final feliz. Porém, quantas outras histórias encerram muito mesmo antes de ter começado. Quantas outras vidas são perdidas e iludidas por um sonho que nunca será realizado?! Fica aí o questionamento e a indicação dessa HQ maravilhosa! 

The Best We Could Do
Thi Bui
ISBN-13: 9788582864135
ISBN-10: 8582864132
Ano: 2017
Páginas: 336
Editora: Nemo


*ESSE POST FAZ PARTE DO TOP COMENTARISTA DE AGOSTO/2018*

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

26 comentários:

  1. A HQ parece ser mesmo emocionante e esse é um tema que é atual a bastante tempo mesmo e que gera muitos debates. Acho bacana quando conseguimos criar uma conexão com a história e isso parece ter acontecido contigo no que tange a ir a outro país e enfrentar o desconhecido. Gostei da capa, da resenha e como já foi lançado por aqui, surgindo a oportunidade vou querer ler ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, essa hq é maravilhosa e vale muito a pena.

      Excluir
  2. Oi, Rosana,

    Foi importante a autora passar sua história adiante, para que mais pessoas pudessem conhecer uma realidade que - como você disse - ainda é atual, e existente e vivenciada por muitas outras pessoas. E, é claro que, por ser uma história verídica, é primordialmente intensa.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Nossa deve ser uma linda história, gostei mto de conhecer, ainda mais agora que estou embarcando nesse gênero e amando.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai amar essa também, é super rápida de ler e vale a pena demais.

      Excluir
  4. Emocionada com essa resenha!
    Vou colocar essa Hq na lista, viu.
    Eu não tenho o costume de ler hq, mas gostaria de ler mais.
    Fico fascinada como conseguem transmitir tanto sentimento e ensinamento através das ilustrações e dos diálogos.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que essa é ótima para começar a entrar mais nesse mundo de hq, é linda, as ilustrações são maravilhosas e é de uma delicadeza incrível.

      Excluir
  5. Olá, geralmente HQs não costumam dar muita ênfase para a caracterização dos personagens (se formos comparar com um livro, por exemplo), mas essa obra parece se destacar pela profundidade do contexto como um todo, e o fato de a história ser autobiográfica só torna a experiência de leitura ainda mais valiosa. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, por isso gostei tanto, é uma história de vida incrível e uma ótima experiência de leitura.

      Excluir
  6. Olá Rosana! Com certeza encarar o desconhecido é um grande desafio, principalmente quando a decisão de se mudar para outro lugar é motivada pela guerra e pelo sofrimento. Achei bem inovador a autora contar sua história de vida na forma de HQ, assim podemos ver os detalhes da trama através das imagens. Essa é uma grande obra para tratar das questões de imigração, para nos fazer refletir acerca do assunto e agradecer pela vida que temos. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato da decisão ser forçada é pior ainda e ver a história de vida da autora é inspiradora.

      Excluir
  7. Rosana!
    Pois é querida, as Grafic Novels tem sido uma grata surpresa e vem trazendo temas bem atuais e importantes, o que atinge mais leitores, justamente pelo que falou, porque traz o apelo visual.
    Bom ver que aqui é uma biaografia da vida da autora e traz relatos históricos dos momentos difíceis pelos quais passou.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA AGOSTO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ler essa hq foi uma feliz e gostosa surpresa, foi muito melhor do que esperava.

      Excluir
  8. Mesmo que ainda eu não tenha tanto conhecimento em Hq, não há como negar a beleza que há nesta edição! Como não conhecia, estou aqui babando literalmente nas ilustrações que vi e claro, no enredo que mesmo depois de tanto tempo, ainda é sim, atual demais.
    Esta questão da imigração é algo que incomoda, que agride, que entristece e é nítido ver isso acima, estampado com tanta clareza.
    Com certeza, se tiver oportunidade, quero muito poder conferir!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia se puder, tenho certeza que você não vai se arrepender.

      Excluir
  9. Parece bem bonita e forte essa história e até atual mesmo, com tanta coisa que a gente tá vendo hoje em dia sobre imigração e todas essas noticias horríveis e pessoas passando por tanta coisa difícil. É de dar uma simpatia você ver o que essa família passou, as origens, os porquês da mudança e essas coisas. Alguns detalhes pode se identificar, outros nem consegue imaginar ter que passar. É interessante ver umas coisas assim porque faz mesmo a gente sair da bolha né? Nem consigo imaginar quanta coisa alguém passa numa situação dessas =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é e um sofrimento sem igual, imagino que não deve ser fácil para ninguém.

      Excluir
  10. Oi, Rosana!!
    Sem dúvida deve ser muito difícil você sair de um lugar tomado pela guerra e procurar outro país para viver sem conhecer ninguém, com um cultura e aptos diferentes do seu. Com certeza essa HQ é emocionante e fiquei bem curiosa para conhecer mais sobre essa história.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você tenha a oportunidade de ler, acho que você não vai se arrepender. ♥

      Excluir
  11. Pelo o que eu acabei de ler nesse post, a HQ é realmente emocionante. Primeira vez que vejo uma HQ Onde a autora conta a própria história. Acho bem interessante trazer a questão da imigração, e de fato deve ser muito difícil ter que deixar sua vida para trás e ter que recomeçar num lugar desconhecido. Uma história que se passou a anos, mas que é mesmo bastante atual.
    Não sou muito de ler HQ's, porém essa me chamou bastante atenção. Uma boa dica de leitura.

    Semana abençoada!! Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A hq é de uma sensibilidade incrível, recomendo muito mesmo. Se puder, leia.

      Excluir
  12. Parece uma obra realmente linda, real e sensível (e forte!). Embora HQs não estejam constantemente em minha lista de leituras, amo histórias do gênero, que nos faz sentir e refletir. O estilo das ilustrações está tão lindo, parece transmitir a sensibilidade da história. Realmente amei, e, se houver a oportunidade, lerei com certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga ler, acho que você não vai se arrepender ♥

      Excluir
  13. Confesso que não tenho o hábito de ler HQ, mas já a algum tempo estou interessada desse tipo de leitura. Adorei demais conhecer o livro e realmente deve ser emocionante a leitura ainda mais por ser algo tão verdadeiro sobre a vida da autora.Ainda mais por se tratar de um tema tão atual como a imigração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que, para quem não tem o hábito, essa HQ é uma ótima pedida. Recomendo muito.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.