[LIVRO] Minha Lady Jane, Cynthia Hand, Brodi Ashton, Jodi Meadows

Olá pessoas, tudo bem? 

Faz tempo que estou enrolando para trazer a resenha desse livro aqui e, agora, com o lançamento do segundo livro, acho que era um bom momento. A ideia principal do livro é contar a Inglaterra do século XVI em uma outra versão. As autoras queriam dar um outro final para essa história, mas ainda sim apresentando fatos verdadeiros e que fazem parte da história do mundo e foi isso o que ela fizeram. 


O século é XVI, na dinastia Tudor. O Rei Eduardo VI está à beira da morte e o destino do país é, de fato, incerto. Ele é muito amigo e prima da Lady Jane Grey e é aconselhado a nomeá-la como sucessora do trono. É claro que Jane não quer assumir esse destino, pois aos 16 anos a única coisa que ela quer é ler seus livros em paz e ter sossego.

No entanto, ela vai receber uma notícia que não vai deixá-la nada feliz, ela terá que se casar com um completo desconhecido que tem uma talento há muitos anos considerado crime da coroa. Esse seu futuro marido pode se transformar em um cavalo. Como se tudo o resto já não fosse um absurdo, agora Lady Jane terá que se casar e assumir a terrível tarefa de se tornar a nova Rainha da Inglaterra.


Parte dessa história é real, Jane Grey existiu. Ela a personalidade real dentro dessa dinastia Tudor. Jane ou Joana Grey ficou conhecida como Rainha dos Noves Dias, pois esse foi o tempo que ela reinou a Inglaterra e Irlanda lá em meados de 1550, após a morte de Eduardo VI. A nomeação de fato aconteceu, o Rei Eduardo contra a vontade de suas irmãs nomeou Jane como sucessora. O que ele não esperava era que Jane seria acusada de traição e que, eventualmente, seria executada junto com seu marido em 1554 em um das rebeliões.

O toque mágico desse livro foi as autores colocar esse toque de fantasia no meio de um fato histórico. A inserção dos "edianos" é uma das partes mais interessantes do livro. Esses edianos são aquelas pessoas que conseguem se transformar em animais. Isso tudo começou com o antigo Rei, que tinha o péssimo hábito de se transformar em leão e comer aquelas pessoas que o irritavam. 


É uma história engraçada, o romance mesmo que não muito evidente entre Jane Grey e Giddort é muito leve e sutil. Acontece de forma devagar, mas até isso acontecer pode ter certeza que vai ter muita discussão entre os dois, assim como uma pitada de emoção. Os dois possuem uma química de gato e rato que funciona muito no livro. 

Jane é o tipo de personangem que não deixa ninguém aborrecê-la e que não tem chave de desliga, ela fala tudo o que quer e não leva desaforo. Já Giddort ciente da sua condição, é mais calado porém é orgulhoso que só ele. O livro também apresenta o ponto de vista de Eduardo. Na verdade, a narração do livro alterna entre esses três personangens e é muito divertido ver a dinâmica deles.  


"Minha Lady Jane" foi um livro que surpreendeu bastante com seu bom humor e sua forma de contar esse pedaço da história do mundo. Mesmo que tenha parte de fantasia envolvida, a leitura ainda foi muito agradável. Tem aquela dose de aventura, romantismo, batalhas e pessoas que se transformam em animais, quer mais? A letura foi uma grata surpresa e recomendo demais se vocês querem dar algumas risadas durante a leitura. 

Lembrando que esse livro faz parte de uma série, mas os livros não serão conectados. Esse primeiro foi sobre A Inglaterra no Séc. XVI. "My Plain Jane" o segundo será um reconto de "Jane Eyre", o clássico da Charlotte Brönté e foi lançado esse ano na gringa. E o último "My Calamity Jane" que ainda não sei dizer sobre o que se trata e será lançado em 2020.


Minha Lady Jane
As Lady Janies # 1
Cynthia Hand, Jodi Meadows, Brodi Ashton
ISBN-13: 9788582354537
ISBN-10: 8582354533
Ano: 2017
Páginas: 368
Editora: Gutenberg
Amazon (R$19,10) | Saraiva (R$22,90) | Submarino (R$11,54)



*ESSE POST FAZ PARTE DO TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO/2018*

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

12 comentários:

  1. Oi, Rosana,

    Esse foi um livro que eu simplesmente amei. Fiquei extremamente encantada pelo enredo. E, tanto por seu contexto histórico, quanto por sua magnitude em nos entregar uma história encantadora e bem construída.

    As autoras, ao meu ver, escreveram tão bem, de forma tão sublime que formalizaram uma história perfeita, onde não conseguiram me fazer diferir quem estava escrevendo em determinados momentos. Parecia que somente uma autora tinha escrito o livro.

    Embora, por causa das ordens dos nomes das autoras, na capa do livro, é possível ter uma vaga ideia de quem escreveu os três pontos de vistas dos personagens. É uma bela parceria!

    A fantasia surreal com certeza deu um toque a mais ao livro, juntamente com o romance.

    Fiquei com o coração um pouquinho apertado, por um causa de um possível desenrolar não satisfatório. Não tenho quase palavras para descrever o quanto eu amei esse livro. Não vejo de ler os demais livros da série.

    Eu já disse que amei esse livro?

    Livro maravilhoso. Todos deveriam lê-lo!

    ResponderExcluir
  2. Sou apaixonada por enredos que tragam história real e essa pitadinha gostosa de fantasia! Ainda mais quando isso pode nos trazer um pouco mais de cultura.
    A Rainha dos Nove Dias, acho que todos nós, leitores, já lemos ou vimos alguma coisinha a respeito deste reinado, mas não assim, desta forma, com romance e tudo mais, mesmo que sutil.
    Capa lindíssima e se tiver oportunidade, claro que quero conferir!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. A história da Jane real é tão triste que eu gostei muito dessa versão fantasiosa das autoras :D E gostei também da Gutenberg já ter lançado esse livro por aqui, eu o tenho e a história é louca, mas é também divertida. A resenha tá ótima e vou ficar na resenha da continuação que ainda não veio por aqui ;)

    ResponderExcluir
  4. Gosto quando brincam com história assim porque adoro esse tipo de coisa, saber de uns fatos históricos com livro ou ao menos dar aquela vontade de pesquisar e conhecer o lado real depois de ler. Esse livro achei interessante pelo humor. Pelas primeiras vezes que vi falando dele isso foi o que mais ressaltaram mesmo. E esse negócio de a garota ter uma personalidade e tanto. Acho que iria gostar de ler por isso. Parece dessas leituras que surpreendem mesmo ^^

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Tenho muita vontade d ler Minha Lady Jane. Achei a ideia de misturar fatos reais com fantasia (ou realismo fantástico?) bem interessante e peculiar. (Como assim ele se transforma num cavalo?)
    A leitura parece bem divertida.
    A capa brasileira é mais bonita que a gringa, na minha opinião.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Esse livro foi bem elogiado por aqui, mas nunca tive o interesse em ler.
    Não sabia que tinha elementos de fantasia.
    Gosto de ser uma história bem humorada, mas não tenho vontade de ler no momento.
    Se eu tiver a chance, também espero me surpreender.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Adorei, além de ser uma leitura divertida ainda trás uma aula de história que ficou mais leve e mais fácil de entender justamente pela inovação das autoras. Fiquei bem curiosa com essa história e pretendo ler sim.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Rosana!!
    Não sabia que Minha Lady Jane fazia parte de uma série, estou namorando com essa história desde o seu lançamento e espero comprar muito em breve esse livro.
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Olá, essa proposta da série em inserir fantasia na História é inegavelmente atrativa, e o primeiro volume consegue intercalar entre o real e o fictício de uma forma pouco complexa, o que torna a leitura bastante dinâmica (além de situar o leitor acerca da ambientação e do marco histórico trabalhado). Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá Rosana!
    Essa edição está maravilhosa!
    Li alguns comentários sobre e fiquei ainda mais com vontade de ler, que bom saber que faz parte de uma série.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Já tenho esse livro na lista de desejados, sempre leio resenhas mega positivas sobre o livro assim como a sua, creio que essa proposta de recriar as historias torna a historia ainda mais atrativa, e ao mesmo tempo creio que seja uma leitura super leve e rápida de se fazer. Eu adoro a capa nacional do livro, espero poder ler em breve ♥

    ResponderExcluir
  12. Rosana!
    Gostei de ver uma versão mais hilária da história.
    Você falou, falou e me deixou aqui curiosa por saber que danada de condição é essa do marido dela... me roendo aqui para saber e como falou, se o livro tem um tom hilário, me conquista ainda mais.
    Sim agora entendi que rem os tais dos Verdianos e esse é o tchan da história.
    Bem legal!
    Gostei!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.