One Day at a Time: 3 coisas que aprendi com a terceira temporada

Olá pessoas, tudo bem? 

Há alguns dias lançou a terceira temporada de One Day at a Time e vocês bem sabem que amo essa série de paixão e AQUI fiz até um post dando 5 motivos essenciais que vão te convencer a assistir essa série. No post de hoje vou citar MAIS 3 motivos ~maravilhosos~ que vão te fazer querer parar e maratonar essa série no final de semana. 


1) Assuntos ainda mais polêmicos e importantes devem ser discutidos

A série, ainda que em poucos minutos por episódio, consegue abordar muitos temas da atualidade. A questão dos imigrantes no EUA, alcoolismo, sexualidade, estupro, TOC, ataque de ansiedade, drogas, entre outros, são amplamente abordados. Esses temas são sérios e discussões necessários são apresentados, mas tudo isso sem deixar o bom humor de lado. 

Os episódios são sérios quando precisam, mas também tem aquela quebrada com algum alívio cômico, o que não deixa o episódio pesado. Preparem os lenços porque em vários momentos a série consegue atacar seu emocional e te deixa com os olhos marejados, tenha você passado por alguma situação parecida ou não. 


2) Tá tudo bem precisar de ajuda

Um dos motivos que gosto de assistir - e recomendar essa série - é que a série deixa bem claro que tá tudo bem pedir ajuda. Você não é mais fraco ou vulnerável por precisar de alguém para te dar apoio moral/emocional. Na série, Lupita faz terapia, mas não to falando apenas de ajuda psicológica profissional. 

Vale também ressaltar que é importante você ter alguém de confiança em quem possa se apoiar e pedir ajuda em um momento de desespero. Você não precisa lidar com todos os seus problemas sozinha(a). Você pode ser eficiente, independente e forte o suficiente para aguentar o tranco, mas você não precisa ser esse muro o tempo todo. Tá tudo bem mostrar vulnerabilidade às vezes. 

Você não tem que fazer isso sozinho

3) Você não precisa de ninguém para se sentir completa(o)

Um dos pontos que a mãe da Lupita sempre aponta é o fato dela não ter casado novamente e de não ter nenhum namorado por tanto tempo. No entando, Lupita sempre questionou-se se isso era realmente o que ela queria ou o que ela precisava. Em determinado momento ela vai perceber, assim como todos nós deverímos, que a felicidade não depende de outra pessoa. Ela é feliz e está muito bem sozinha, obrigada. Ela não precisa de ninguém para se sentir completa ou necessária. 

E, devo dizer, que todos somos um pouco assim. Muitas vezes achamos que nossa felicidade depende da felicidade de outra pessoa e não é dessa forma que deveria funcionar. Precisamos estar feliz com nós mesmos, sentir que bastamos para ser feliz e não, necessariamente, sujeitar-se ao que nos impõe ou sujeitar-se a ser feliz apenas se o outro está. Não deveríamos sentir amor de alguém para se sentir amado, o amor tem que vir de dentro para fora. Além disso, devemos seguir nossos sonhos, mesmo que para isso decisões tenham que ser tomadas. Aqueles que realmente nos querem bem, vão dar o suporte necessário para você ir atrás daquilo que busca. 

The whole part with all the stories was just so meaningful. It really touched me.
Could this show be anymore brilliant?

Gente, a NETFLIX está pensando ainda se vai renovar para a quarta temporada. A gente precisa convencê-los que essa série é necessária! Assistam a série, contem para os amigos, família. DIVULGUEM! Não podemos deixar esses cancelarem essa série maravilhosa.

Sério, assistam! Espero que tenha convencido vocês a assistirem esse seriado que me fez enxergar muita coisa fora do meu 'mundinho'. Torço que faça o mesmo por vocês! ♥ 

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads


Um comentário:

  1. Nossa!
    Eu tenho interesse nessa série, e depois de ver esses motivos senti uma vontade maior.
    Sinto que vou amar.

    Beijos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.