[FILME] Eu Não Sou um Homem Fácil (Je Ne Suis Pas Un Homme Facile), 2018

Olá pessoal, tudo bem?

Já faz um tempinho que vi o filme que resolvi trazer para vocês hoje. Um filme francês que traz uma ótima crítica a sociedade atual. É claro que não é perfeito, tem seus altos e baixos no enredo, mas que vale muito a pena ser visto e debatido. Confiram a resenha.


O filme começa no nosso mundo nos apresentando Damien (Vincent Elbaz), um típico machão conquistador barato, que acredita que pode ter a mulher que deseja e não precisa se importar com o sentimento de suas parceiras, apenas quer que elas o satisfaçam. E também não é daquele que aceita um não como resposta, chegando a constranger as mulheres pelas quais sente interesse.

Damien tem um amigo, Christophe (Pierre Bénézit), que coloca todas as responsabilidades da casa e da criação dos filhos nas costas da esposa, acreditando que sua única função é levar o dinheiro para a casa, o resto é por conta da sua esposa.
    

Um belo dia, Damien bate a cabeça com força em um poste, e ao acordar percebe que seu mundo está bem diferente começando por suas roupas que estão muito apertadas e por seu amigo que está um pouco mais sensível em seu gestual.

Conforme Damien vai "vivendo" neste mundo em que acordou percebe que os papéis desta sociedade estão invertidos. Nesta sociedade as mulheres não precisam se depilar, os homens sim; assédio sexual é praticado por mulheres e não por homens. As mulheres anda sem camisa normalmente, e os homens usam shorts curtos e roupas mais justas ao corpo. As mulheres ainda são as genitoras, porém o cuidado com os bebês fica por conta dos homens.
   




Damien acaba se encantando por La Coach (Moon Dailly), que em seu mundo era uma tímida secretária, mas que agora é uma mulher super independente, profissionalmente realizada e que usa os homens para sua satisfação, sem se preocupar com seus sentimentos. La Coach é a versão de Damien neste novo mundo. A pergunta que fica é, será que Damien conseguirá se adaptar a esse novo mundo? 

Eu Não Sou um Homem Fácil é uma ótima crítica a sociedade machista em que vivemos, é claro que algumas situações no filme são um pouco exageradas, mas não quer dizer que não ocorra, temos que levar em consideração que mostrar todas as situações que vivemos diariamente em um filme não é fácil. 

Foi uma ótima forma de mostrar como nós mulheres sofremos muitas imposições. Uma cena bem marcante é quando Damien está em um bar bebendo e uma mulher tenta um estupro, se aproveitando de sua vulnerabilidade. Também mostra os homens se unindo para lutar contra a opressão impostas pelas mulheres e em como eles são humilhados simplesmente por lutarem por seus direitos.
    



Nos levar a pensar também que extremos não são bem vindos, que o que precisamos é de equilíbrio, que as pessoas entendam que homens não são melhores que mulheres e mulheres não são melhores que homens, que nós só precisamos de igualdade, nada mais.

As atuações são ótimas, gosto de filmes de nacionalidade que fuja um pouco do corriqueiro, este filme é francês, então é claro que esse já é um bom motivo para conferir.
    


Enfim, Eu Não Sou um Homem Fácil, é um bom filme, com uma ótima crítica, que nos leva a repensar muitas situações. Não deixem de conferir.

Eu falo o que quiser. Só faço o que quero. É sempre assim.

Je Ne Suis Pas Un Homme Facile
Ano: 2018
Duração: 1h 38 min
Direção: Eléonore Pourriat


Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads

2 comentários:

  1. Olá
    Vi esse filme logo que chegou na Netflix. Eu resolvi ver ele justamente por ser francês (adoro filmes franceses) e achei muito interessante. Acho muito importante falarmos sobre o que esse filme mostra. Como você disse, nenhum extremo é bom. Precisamos encontrar o meio, o equilíbrio.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Eu acho o tema do filme genial, mas não consegui gostar do filme no geral, tanto que nem assisti tudo.

    Beijos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.