[LIVRO] Leah Fora de Sintonia, Becky Albertalli

Olá pessoas, tudo bem? 

Sei que prometi que traria resenha de "Os 27 crushes de Molly", mas como recentemente a Intrinseca anunciou o lançamento de "Leah on the Offbeat", eu senti que precisava falar desse livro primeiro. 


Leah não é a melhor fã de clichês adolescentes, assim como demonstrações públicas de afeto. Ela venera Harry Potter e qualquer pessoa que critique isso, acaba sendo seu pior inimigo. Leah mora com sua mãe que está em um novo relacionamento e Leah odeia o novo namorado da mãe. Resumindo, Leah odeia muita coisa e sente que tem algo errado nisso, como se nada estivesse no lugar que deveria estar. 

No último ano do ensino média, Leah se sente ainda mais perdida. Tendo que se despedir dos amigos, da sua mãe, da banda, do conforto que ela sente na sua casa, basicamente tudo o que conhece. Se isso não fosse o bastante, Leah é bissexual e ela nutri uma paixão secreta por alguém que sempre odiou (será que odeia mesmo?).


O livro é baseado no universo "Simon vs. a agenda Homo Sapiens" e, com isso, todos os personagens estão presentes aqui. Portanto, é possível encontrar alguns spoilers do primeiro, mas não acho que seja extremamente necessário ler Simon. Em vários momentos, a autora explica fatos que aconteceu no livro anterior e te dá uma boa base. Se eu não tivesse lido Simon, muito provavelmente eu entenderia esse aqui, mas essa sou eu... Pode ser diferente com você. Afinal, o livro começa EXATAMENTE onde Simon termina. 

Leah não era minha personagem favorita no primeiro livro, mas aqui nesse segundo a gente consegue entender mais sobre quem ela é, e os motivos que levam a ser como ela é e as ações dela. O livro vai tratar e um romance entre mulheres, apesar de não ser dos melhores, eu achei fofo. Não é meu preferido, mas eu com certeza torci pelo romance. Nossa protagonista aprende a ser ela mesma, e a enteder suas emoções e sentimentos (mesmo que ela precise de outra pessoa para fazer com que ela perceba isso).

Becky Albertalli tem um talento para descrever emoções e sentimentos que me deixa abismada. Leah é uma personagem que está acida do peso, e em vários momentos é possível perceber que ela entende isso, mas que ela não define a vida dela por conta disso. Ela se sente confortável com seu peso e a aparência e quem não gostou, que se lasque. As inseguranças da personagem é mais por coisas que ela não tem, por privilégios que ela não possui do que por sua autoestima. 


Apesar de ínumeros pontos positivos, "Leah Fora de Sintonia" não virou favorito. É um livro bom, com vários momentos fofos e interessantes, mas eu não senti que a personangem teve muito crescimento sabe?! A gente percebe o que a autora quis fazer, mas ficou faltando algo ali. 

No geral, foi ótimo retornar para esses personangens (mesmo que eu tenha lido Simon esse ano), eu tinha esquecido o quanto o relacionamento desses amigos era importante, cheio de afeto e carinho. Foi uma adição maravilhosa para esse universo e mal posso esperar para o próximo livro. 

Leah on the Offbeat
Becky Albertalli
ISBN-13: 9788551003817
ISBN-10: 855100381X
Ano: 2018
Páginas: 320
Editora: Intrínseca



*ESSE POST FAZ PARTE DO TOP COMENTARISTA DE JULHO/2018*

Acompanhe o blog nas redes sociais!
Instagram ♦ Twitter ♦ Facebook ♦ Skoob ♦ Goodreads ♦ Pinterest

34 comentários:

  1. Deve ser uma gracinha de livro!!!Apesar de não ter lido Simon ainda(só vi a adaptação e adorei), gostei demais de tudo que li acima.
    Pois dá a entender que a autora continuou mantendo a sua forma generosa de escrever e traçar seus personagens e claro, dar seu recado de forma singela,mas ao mesmo tempo, direta e sem rodeios!
    Se tiver oportunidade, quero muito poder conferir este novo trabalho!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, o livro tá bem legal! Becky arrasa nos livros ♥

      Excluir
  2. Eu vi o filme por indicação do blog e gostei muito, mas não lembro de ter visto lá que ela era Bi, ou falou e eu me passei?! agora fiquei na dúvida rsrs. Eu gostei da resenha, ainda não li Simon, só vi o filme, mas gostei do grupinho de amigos formado, são personagens bem cativantes e imagino que seja bom revê-los ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, esse 'detalhe' dela ser bi, foi alterado no filme ¬¬' Mas desconsiderando isso, tá para ler esse depois de ter só assistido Simon.

      Excluir
  3. Oi, Rosana,

    Nunca li livros com essa temática focado no romance entre duas mulheres, ou especificamente na bissexualidade das mesmas.

    Então, mais do que isso, acredito que eu iria gostar do livro por haver um aprofundamento em trabalhar nessa difícil personalidade da Leah e caminhada sentimental.

    E, é claro, a mensagem de autoaceitação contida no livro é importante e humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é cheio de mensagens de auto-aceitação o que é sempre bem vindo mesmo. A autora faz um excelente trabalho aqui ^^

      Excluir
  4. Tô com medo do que esperar desse livro porque recentemente li aquele dos crushes e não fui muito com a cara dele. Bom, mas não bateu o nível de amor que tive pelo do Simon. Esse já fiquei com medo porque vi algumas pessoas que confio e leram e não gostaram. Não que seja ruim, como deu pra ver aqui tem bastante coisa interessante, a personagem apresenta umas inseguranças que consigo me identificar, essa pressão de fim de escola e amigos, o monte de "não gostar" porque já tive disso também...as coisas que ela vai descobrir sobre si mesma e até o romance acho que iria gostar. Mas já vou ler com certo medo porque nao ta parecendo bom bom bom como gostaria qu fosse. Ah, sei lá. Espero conseguir ler e achar graça. Querer eu quero e vamos ver no que dá depois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, então leio com expectativas baixas. Esse livro é muito mais a vibe de "Simon" do que "Os 27 crushes de Molly". Espero que você goste quando ler.

      Excluir
  5. Olá, quando eu li Simon, achei que a Leah merecia um pouco mais de destaque, e fico feliz que a autora tenha escrito um livro só dela. Além disso, Albertalli consegue novamente abordar a sexualidade da protagonista da mesma forma delicada com a qual tratou de Simon, o que deixa o leitor satisfeito. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Adoro quando os autores fazem livros de outros personagens já conhecidos, porque você consegue justamente entender melhor esse personagem e até mudar de opinião sobre ele.
    Acho que eu também não teria a Leah como minha favorita no primeiro livro mas lendo essa resenha pude ver que esse livro explica realmente essa personagem e te deixa mais próximo dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, no primeiro Leah é bem diferente, mas aqui tudo faz sentido!

      Excluir
  7. Rosana!
    Não li o livro anterior, mas é bom saber que as personagens se fazem presentes também nesse exemplar.
    Bacana ver que houve um crescimento e que tem trechos muito fofos, embora não tenha sido seu livro favorito.
    “É o coração que sente Deus e não a razão.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo não sendo favorito o livro agradou bastante ♥

      Excluir
  8. Olá Rosana! Estou ansiosa para ler esse livro. Também faz pouco tempo que li Love, Simon mas sinto falta dos personagens e da escrita de Becky. Achei a capa bem bonita e mal posso esperara para entrar no universo de Leah pois em Love, Simon ela era uma personagem muito intrigante e ás vezes eu não entendia suas atitudes. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então espere que aqui nesse livro tudo vai fazer sentido.

      Excluir
  9. Também não gostei da Leah quando a conheci no livro do Simon, e além de amar a escrita da Becky, esse foi o principal motivo para ficar ansiosa com esse livro.
    Quero conhecer melhor a Leah.
    Meu amigo me falou que ela é bi, mas estranhei porque em Simon ela não passa nada disso.
    Espero gostar.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não? O loco, eu senti muitas vibes dela em relação aos outros personagens. O filme meio que mostra outra coisa, mas o filme está errado hahaha

      Excluir
  10. Oi, Rosana!!
    Ainda não li nada da Becky Albertalli, mas estou de olho em Simon vs. a agenda Homo Sapiens já tem um tempinho. Depois li algumas resenhas de Os 27 crushes de Molly e também fiquei bem interessada na história. Agora estou mais uma vez curiosa com esse novo livro da autora, que é : Leah Fora de Sintonia, e achei bem interessante a história de Leah pois ela parece ser aquele tipo de pessoa que está de bem com ela mesma e quem não gostar que se vire.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é mais ou menos a atitude dela hahaha, você vai gostar desse universo de Simon!

      Excluir
  11. Uma história bem bacana, pois podemos acompanhar os conflitos internos de Leah, pois pelo fato de ela ser bissexual e estar num lugar novo, tera que enfrentar algumas dificuldades, ela me parece ter uma personalidade forte, então conseguirá lidar as adversidades!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, apesar de tudo, Leah consegue lidar com as mais diversas situações, mesmo que isso assuste um pouco.

      Excluir
  12. Oi Rosana,
    Não li os livros anteriores, só assisti a adaptação de "Com amor, Simon" e amei, por isso coloquei os livros nos desejados.
    O legal é que a autora cria protagonistas que muitos se identificam, protagonistas reais, confesso que no começo das resenhas que vi achei a Leah meio chatinha, mas entendo a personalidade dela!
    Tenho que dizer, esse é o primeiro livro adolescente que leio, em que a protagonista está acima do peso, mas isso não é colocado em evidência, nem como algo ruim!!
    Quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, o fato dela estar acima do peso nem entra em evidência, é apenas comentado de forma que isso não se torne importante para o enredo.

      Excluir
  13. Olá.
    Eu li Simon vc a agenda Homo Sapiens e não curti tanto assim. Então, não estava tao animada para ler esse segundo livro que se passa com os mesmos personagens e universo criado pela autora.
    A Leah foi uma personagem bem neutra para mim. Nem gostei nem desgostei.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Finalmente alguém que não gostou de Simon hahaha Leah foi uma personagem estranha em Simon, mas no próprio livro ela ainda é estranha, mas com um motivo >.<

      Excluir
  14. Eu li Simon vs a Agenda Homo Sapiens e virou meu favorito, desde então busco sempre ler outros livros da Becky Albertalli e, óbvio, esse está na minha lista! Estou muito ansioso para perceber cada vez mais próximo essa relação de amizade entre os personagens, fico triste por Becky não ter aprofundado tanto e evoluído a personagem, mas espero que os momentos fofos valham a pena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim, os momentos fofos valem super a pena! ♥♥

      Excluir
  15. Olá!
    Eu não conhecia esse livro, mas tenho uma basta pergunta você praticamente ler mais em inglês né?! porque a maioria dos livros são tudo em inglês que vejo pela foto, mas não tira o fato de ser uma resenha maravilhosa..A historia do livro me encantou, eu não li com amor, Simon mas pretendo muito ler..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A grande maioria dos livros que leio é em inglês mesmo. É mais fácil para eu conseguir os livros em inglês do que em português, mas tenho alguns livros no kindle em português ^^

      Excluir
  16. Eu em fazia ideia que era relacionado ao livro Simon vs a Agenda Homo Sapiens, ñ ampliei a foto. Mas apesar do temperamento e comportamento da Leah no 1º livro, acho que nesse há um certo entendimento de muita coisa já que conta apenas sobre ela. Fiquei curiosa pela leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga ler, que eu saiba o livro já está à venda no Brasil ^^

      Excluir
  17. Tenho vontade de ler todos os livros dessa autora,
    parecem serem muito bons, com boas risadas, emoções e ensinamentos.
    A Leah parece chatinha, mas daquelas que se escondem porque tem medo de algo, e no fundo são gente boa pra caramba, rsrsrsrs
    Esses dramas adolescentes todos são sempre gostosos de acompanhar também.
    Já quero.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora tem uma escrita maravilhosa, acho que você pode gostar!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.